Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Família com bebê de nove meses escapa de incêndio em residência

sáb, 19 de julho de 2014 02:22
Acionadas, as equipes do 10º Pelotão de Bombeiros debelaram as chamas  e garantiram a segurança dos moradores. Foto: Divulgação

Acionadas, as equipes do 10º Pelotão de Bombeiros debelaram as chamas e garantiram a segurança dos moradores.
Foto: Divulgação

DA REDAÇÃO – Quando crescer, certamente o filho de um casal de moradores do bairro Santiago não se lembrará dos seus primeiros meses de vida. Ainda assim, seus pais lhe contarão do dia em que esteve de frente com a morte.

Aos nove meses, o bebê estava dormindo em seu quarto na madrugada desta sexta-feira, 18, quando um incêndio atingiu o local. O fogo se alastrou pelo cômodo, invadindo um dos banheiros da residência. Não fossem os pais, que de imediato perceberam a situação, uma tragédia estava com os minutos contados.

Ao todo, uma cama, dois guarda-roupas e diversos pertences foram consumidos pelo fogo. Nada que se compare à sorte do bebê, que teve o berço atingido somente pela parte externa. Acionadas, as equipes do 10º Pelotão de Bombeiros debelaram as chamas e garantiram a segurança dos moradores.

De acordo com o sargento Lucenildo Batista Alves, o incêndio pode ter sido causado por problemas na parte elétrica, algo comum que, segundo ele, passa despercebido por várias pessoas.

“São problemas frequentes que identificamos em vários locais. No caso de tomadas, é importante que os moradores façam a reforma da parte elétrica, principalmente em residência com mais de dez anos. É preciso fazer a revisão de tudo e jamais utilizar mais de um aparelho em uma tomada”, orientou.

Este foi o primeiro dos quatro incêndios que assolaram o município em menos de 24 horas. Numa casa situada na rua Amazonas, bairro Brasília, asa chamas tomaram conta dos fundos do imóvel, consumindo parte da estrutura e uma motocicleta. Os moradores não souberam informar a origem do fogo, que foi contido pelos bombeiros.

ALERTA

No mesmo dia, um incêndio às margens da BR-050 se alastrou por duas propriedades na zona rural. Em uma delas, dois hectares foram consumidos pelo fogo, enquanto a outra somou mais de 10 mil metros de vegetação queimados. Em ambos os casos, os proprietários não souberam identificar a origem das chamas. Ainda assim, o sargento Lucenildo não descarta a hipótese de um descuido de outrem.

“Neste período do ano, o número de ocorrências de incêndio aumentou consideravelmente, especialmente em pastagens, com vários se iniciando pela rodovia. Atendemos as solicitações do mesmo modo que na zona urbana, mas é importante que as pessoas mantenham a precaução. Um cigarro aceso atirado às margens da pista pode provocar prejuízos alarmantes. No caso dos proprietários de fazendas, orienta-se fazer aceiros tanto no espaço interno como externo, se for possível”, disse.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: