Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Empresa explica processo para a construção de imóveis próximos ao Vieno

sex, 4 de abril de 2014 00:25
Mais de mil casas deveriam ser levantadas em conjunto com o Executivo

DA REDAÇÃO – Aproximadamente 1200 imóveis. Essa era a expectativa do governo municipal para os residenciais Padre Nilo I e II, situados nas proximidades do bairro Vieno. Apesar de encaminhada, a iniciativa acabou interrompida em virtude de uma determinação prevista pelo Ministério das Cidades.

Foi o que informou Marco Mello, executivo da empresa Realiza Construtora, responsável pelas obras. Segundo ele, a medida não depende do município.

“Na verdade, estamos à mercê dessa situação. A execução do processo depende da liberação do governo federal, o que ainda não ocorreu até o nosso conhecimento. Todo município tem uma meta habitacional a ser cumprida junto ao programa Minha Casa Minha Vida. Pelos serviços em outros residenciais, Araguari ultrapassou essa expectativa”, explicou.

Conforme apurou a reportagem, o déficit habitacional de Araguari seria de três mil casas. No entanto, a meta foi cumprida, muito em virtude de empreendimentos como o Bella Suíça, Monte Moriá, Canaã e Portal dos Ipês I, II e III. Mesmo sem o Padre Nilo sequenciado, cerca de 10 mil pessoas estariam incluídas no cadastro de reserva. Marco Mello ainda ressaltou que a empresa não desistiu dos serviços, apenas aguarda o retorno do governo federal junto ao Executivo.

A reportagem procurou o secretário de Planejamento, Orçamento e Habitação, Nilton Eduardo Castilho Costa e Silva, a fim de elucidar a situação. Todavia, ele não foi encontrado até o fechamento desta edição.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: