Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Em Resumo – Tumulto

ter, 18 de março de 2014 00:00

Abertura Em Resumo
TUMULTO
E a SAE continua insistindo em não programar os reparos na rede de água da cidade. Pelo menos é o que se deduz pelas surpresas que acometem os motoristas ao meterem o peito nos cavaletes de impedimento de acesso nas ruas.

RISCO
O flagelo dos assustados motoristas poderia ser evitado com uma simples medida: antecipar à comunidade, via imprensa, o cronograma dos trabalhos com suas referidas localizações. Planejamento aplicado, bem ao gosto do contribuinte. Boa a idéia, não?

BÁSICO
Não, a idéia não é boa. É regra. Deveria ser assim, com este tipo de planejamento para evitar gargalos e “atrapalhos” ao contribuinte que, em algumas situações, principalmente no que diz respeito às ruas centrais da cidade.

LINHA
Não existe espaço nas decisões gerenciais modernas para improvisos ou intempestividades. Raul Belém quer imprimir ao seu governo as marcas da modernidade e da inteligência administrativa, e, para isso, todo o grupo deve funcionar macio. Todos!

POEIRÃO
E continua a poeira no centro da cidade. Como? Os buracos abertos pela SAE passam semanas sem serem lembrados pela autarquia e tornam algumas ruas da cidade um verdadeiro caos. Nas ruas Uberaba e principalmente Major Joaquim Magalhães os moradores reclamam diuturnamente do buraco aberto no centro da rua e da poeira que o local levanta com a passagem dos veículos. Nessas épocas de economia de água, não tem como os moradores dessas localidades participarem desse mutirão, pois com a sujeira provocada pela verdadeira ‘arte’ da SAE, as casas têm que ser lavadas todos os dias. O que fazer para que tal situação não ocorra? Porque a autarquia não toma providências?

FENICAFÉ
O início da maior Feira Nacional de Irrigação em Cafeicultura começa hoje. O evento vai até o dia 20 março e neste ano a organização espera um público médio de 20 mil pessoas vindas de todas as regiões produtoras de café do Brasil. A Fenicafé cria direta ou indiretamente 1.000 empregos, aumentando o consumo e também a qualidade de vida dos colaboradores do evento. Serão três dias com 12 palestras, workshops e debates contribuindo com informações necessárias para a melhoria contínua da produção do café nacional. Os debates trazem a tecnologia para facilitar o processo cafeeiro e o conhecimento para que o café tenha cada vez mais qualidade, valor diante do consumidor e maior poder de comercialização, com lavouras ambiental e socialmente corretas. A equipe técnica da Associação dos Cafeicultores de Araguari tem trabalhado para suprir a necessidade do produtor esclarecendo dúvidas e encurtando caminhos.

SISTEMA FIEMG
O empresário Olavo Machado Junior foi reeleito presidente do Sistema Fiemg para o quadriênio 2014/2018 com 128 votos. A eleição, em chapa única, foi realizada na última quinta-feira, 13, na sede da Federação, em Belo Horizonte, durante assembleia geral do Conselho de Representantes da Fiemg, cujos delegados são também presidentes dos sindicatos patronais da indústria do Estado e entre eles o Sindijori. Pela primeira vez na história da Fiemg uma chapa única é eleita pela unanimidade dos presentes. A posse da nova diretoria será em 15 de maio, quando se comemora o “Dia da Indústria”.

SÂNDALO
E a vaidade ainda é um dos maiores males da humanidade. E para nós, que lidamos com a informação que muitas vezes tem por fonte os amantes dos holofotes, nos deparamos com saias justas, por vezes incontornáveis. Haja paciência pra tanta futilidade…

ACONTECEU…
Gandhi condenado a seis anos de prisão
1922
Devido à chamada Lei Rowlatt, (lei promulgada na Inglaterra que negava os direitos civis dos hindus) Gandhi se converteu em ativista e defensor de seus compatriotas. Por isso, não parava de fazer protestos na rua, o ardor e o apoio das pessoas ultrapassaram os limites pacíficos e se converteu em violência. Ante esta situação as autoridades inglesas prenderam Gandhi e ele foi levado a Bombai. No dia 18 de março de 1922 a corte o condenou a seis anos de prisão, prometendo liberá-lo se os protestos cessassem. Só dois anos mais tarde, convalescente de uma apendicite, foi posto em liberdade. Gandhi foi um defensor constante dos direitos humanos, também se aferrou com paixão a querer mudar o mau comportamento do homem. Isto causou mal-estar de muitos e por esse motivo foi preso mais de uma vez.

Russo Aleksei Leonov faz a primeira
caminhada no espaço
1965
No dia 18 de março de 1965, o cosmonauta russo Aleksei Arkhipovich Leonov entrou para a história como o primeiro humano a realizar uma caminhada espacial. Ele viajou ao espaço a bordo da nave Voskhod2. Leonov passou 12 minutos no vácuo, ligado à nave por um cordão, flutuando a cerca de cinco metros de distância, acompanhado pelo colega Pavel Belyayev, que estava dentro da nave. Após o encerramento da sua caminhada, ele teve problemas para voltar ao interior da nave, pois sua roupa espacial inflou no vácuo, impedindo que ele passasse pela escotilha. Seu retorno à nave somente foi possível após a diminuição da pressão dentro da própria roupa. A operação, considerada arriscada, criou certa aflição durante quinze minutos, mas tudo acabou bem no final.

Morre Mauro Gonçalves,
o Zacarias de “Os Trapalhões”
1990
No dia 18 de março de 1990 o Brasil perdia as piadas e o estilo único de Mauro Faccio Gonçalves, mais conhecido como Zacarias, integrante do quarteto “Os Trapalhões”. Zacarias ficou no quarteto até 1990, quando morreu, aos 56 anos, no Rio de Janeiro. De acordo com o boletim médico, a causa da morte foi insuficiência respiratória em consequência de uma infecção pulmonar. Seu último filme foi “Uma Escola Atrapalhada”. Nascido no dia 18 de janeiro de 1934, em Sete Lagoas, em Minas Gerais. A carreira de comediante de Mauro começou a despontar em Belo Horizonte. Durante a década de 60, trabalhou na Rádio Inconfidência, em três programas de humor. Seu trabalho foi reconhecido como o de melhor comediante de rádio entre os anos de 1960 e 1963. Em 1963, recebeu um convite para trabalhar na TV Excelsior do Rio de Janeiro. Ali, estreou em um programa de calouros, onde criou o personagem Garçom Moranguinho, que fez bastante sucesso. Depois, ele foi para a Rede Record, onde participou da “A Praça da Alegria” e “Os Insociáveis”. Mais tarde, foi convidado por Renato Aragão para entrar no grupo “Os Trapalhões”. Em 1976, Mauro foi o último a fazer parte do quarteto, que ainda contava com Didi, Dedé e Mussum.

REFLITA
“Coloque a lealdade e a confiança acima de qualquer coisa; não te alies aos moralmente inferiores; não receies corrigir teus erros.”

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: