Sábado, 24 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Em Resumo – Mudança

qua, 19 de março de 2014 00:00

Abertura Em Resumo
MUDANÇA
A partir de hoje, o trânsito da rua Jacinta Cruz, entre a avenida Mato Grosso e a Cecília Schwartzmann, sofrerá modificações, passará de mão-dupla para mão única de direção, sentido Cecília Schwartzmann/avenida Mato Grosso.Tal medida viabilizará maior segurança para quem trafega na referida via. Recado dado, recado passado.

BUCHA
O Mutirão de Limpeza nas margens do Piçarrão marca mais uma das ações alusivas ao Dia Mundial da Água e serviu também para um alerta inconteste: nossos mananciais estão indo literalmente ‘probeleléu’. É a prova mais gritante do fracasso ambiental pelo qual passa Araguari.

BAGAÇO
Sem políticas públicas voltadas para o Meio Ambiente, a cidade amarga há anos, a destruição de seu patrimônio ambiental, socorrida ora sim ora não por ações pontuais, mas de pouco impacto no principal agente: a comunidade.

MARASMO
O pior é que a tendência futura, pelos sinais atuais, em nada promete melhorar a situação. Com os potenciais investidores ambientais (Estado e município) endividados, sobrou mais uma vez ao cidadão comum o “faça enquanto é tempo”.

SECA
Então, hora de botar a mão na consciência e parar a lambança do desperdício de água com a lavação de calçadas e outras inutilidades; a lambança do lixo jogado em terrenos baldios e por aí vai. Hora de agir, senão a vaca… não, nem brejo vai ter.

RETURNED
O empresário Olavo Machado Junior foi reeleito presidente do Sistema Fiemg para o quadriênio 2014/2018 com 128 votos. A eleição, em chapa única, foi realizada na última quinta-feira, 13, na sede da Federação, em Belo Horizonte, durante assembleia geral do Conselho de Representantes da Fiemg, cujos delegados são também presidentes dos sindicatos patronais da indústria do Estado. Pela primeira vez na história da Fiemg uma chapa única é eleita pela unanimidade dos presentes. A posse da nova diretoria será em 15 de maio, quando se comemora o “Dia da Indústria”.

BATIZADO
As marcas de leite Parmalat e Líder podem ter as vendas suspensas a qualquer momento no mercado mineiro. A deputada estadual Liza Prado enviou um requerimento aos Ministérios Públicos Estadual e Federal, e também à Vigilância Sanitária solicitando a abertura de investigação e suspensão temporária das vendas dos leites, além do recolhimento dos produtos. O pedido foi feito após denúncias do Ministério Público do Rio Grande do Sul que encontrou quase 300 mil litros de leite dessas marcas com formol e foram distribuídos em São Paulo e no Paraná, havendo também a suspeita de que o produto tenha sido enviado para mercados de outros Estados para escapar da fiscalização. Esse é o quarto esquema de adulteração de leite descoberto pela operação “Leite Compen$ado”, desde 2013. Na última investigação, iniciada em fevereiro desse ano, o MP-RS concluiu que 12 amostras de leite cru coletadas em um posto de resfriamento do município de Condor continham formol. O produto adulterado havia sido comercializado pela empresa LBR, que responde pelas marcas Líder e Parmalat, e distribuídos, inicialmente, para as cidades de Guaratinguetá/SP e Lobato/PR. De acordo com a investigação, os fraudadores adicionavam ureia, que contém formol em sua composição, para aumentar o volume do leite. O formol, além de causar sérios danos ao aparelho gastrointestinal, é considerado cancerígeno pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

ACONTECEU…

Morre o poeta simbolista Cruz e Sousa
1898
No dia 19 de março de 1898 morria, na cidade de Sítio (MG), João da Cruz e Sousa, poeta e um dos pioneiros do movimento simbolista no Brasil. Também chamado de Dante Negro e Cisne Negro, ele foi vítima de tuberculose. Com seu livro Broquéis, publicado em 1893, deu início ao simbolismo no país. Seus poemas são marcados pela musicalidade, individualismo e também pela cor branca. Nascido na cidade de Nossa Senhora do Desterro (atual Florianópolis), no dia 24 de novembro de 1861, ele era filho de ex-escravos negros. Cruz e Sousa, contudo, cresceu sob a tutela de seu ex-senhor, o Marechal Guilherme Xavier de Sousa, de quem adotou o nome de família Sousa. A esposa de Guilherme, Clarinda, não tinha filhos, e, por isso, passou a cuidar de Cruz e Sousa. Desta forma, ele aprendeu francês, latim e grego, matemática e ciências naturais. Em 1885 lançou o primeiro livro, Tropos e Fantasias. Cinco anos depois, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde trabalhou no arquivo na Estrada de Ferro Central do Brasil, colaborando também com o jornal Folha Popular.

Nasce o compositor brasileiro
Evandro do Bandolim
1932
No dia 19 de março de 1932 nascia, em João Pessoa (PB), o compositor e bandolinista brasileiro de choro, Josevandro Pires de Carvalho, mais conhecido como Evando do Bandolim. Com aproximadamente 20 discos gravados, teve um deles editado na França. Fez gravações e show com muitos músicos brasileiros, como Cartola, Elza Soares, Elizeth Cardoso, Moreira da Silva. Evando do Bandolim morreu em São Paulo no dia 30 de outubro de 1994.

Começa a Guerra do Iraque
2003
Em um dia como este, no ano de 2003, os Estados Unidos, juntamente com as forças da coalizão, principalmente o Reino Unido, deram início à guerra contra o Iraque. Assim que os ataques tiveram início em Bagdá, a capital do Iraque, o então presidente dos EUA, George W. Bush, anunciou em um discurso transmitido pela televisão que “a esta hora, as forças americanas e da coalizão estão nos estágios iniciais de operações militares para desarmar o Iraque, para libertar o seu povo e para defender o mundo de um grande perigo”. O presidente Bush e seus assessores justificaram a iniciativa, em grande parte, na ideia de que o Iraque, sob comando do ditador Saddam Hussein, possuía ou estava em processo de construção de armas de destruição em massa. Em apenas três semanas, as forças da coalizão derrubaram o regime de Saddam e capturaram as principais cidades iraquianas. O presidente Bush declarou o fim das grandes operações de combate em 1º de maio de 2003. Apesar da derrota das forças militares convencionais no Iraque, teve sequência uma insurgência com uma intensa guerra de guerrilha no país, que resultou na morte de rebeldes, civis e militares. As forças invasoras da coalizão também capturaram o então foragido Saddam Hussein, que foi encontrado escondido em um buraco profundo, nas proximidades de sua cidade natal, Tikrit. Ele não resistiu à prisão. Pouco tempo depois, em 2005, teve início o seu julgamento por crimes praticados contra o seu povo, incluindo assassinatos em massa. Em 6 de novembro de 2006, Saddam foi considerado culpado por crimes contra a humanidade e condenado à morte por enforcamento. Ele foi executado em 30 de dezembro de 2006. Nenhuma arma de destruição em massa foi encontrada no Iraque.

REFLITA
“A política é quase tão excitante como a guerra e não menos perigosa. Na guerra a pessoa só pode ser morta uma vez, mas na política diversas vezes.”

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: