Domingo, 21 de Abril de 2024 Fazer o Login

Em Resumo – Equipe nota 10

qui, 13 de fevereiro de 2014 00:00

Abertura Em Resumo
EQUIPE NOTA 10
Deixo aqui o registro de ótimos serviços prestados pela equipe do Procon em Araguari. Eles têm desempenhado um excelente papel no que tange à defesa do consumidor, resolvendo problemas e atendendo toda a população com muita presteza e educação. Parabéns a todos e em especial ao diretor do órgão Cristiano Carvalho e ao fiscal Alexandre (Timbolão para os íntimos). Meus cumprimentos pelo ótimo trabalho.

PUJANÇA
E trabalho é o que não falta para a secretaria de Saúde. As reclamações são tantas que são quase impossíveis de serem filtradas. Falta tudo na saúde, não só em nosso município, mas também no estado e no país.

HÁBITO
Falta de esforço da secretária Lucélia Vieira não é. Seu trabalho é muito difícil e ela se esforça mesmo. Não há razão para dúvidas. Porém, que as críticas virão, disto também não se pode duvidar. É natural da função.

REGRA
Pelo menos Lucélia parece que tem a tranquilidade de entender isso e aceita bem quando as reações da comunidade são reverberadas pela Imprensa. Este deveria ser o entendimento de todo e qualquer agente político ou funcionário público.

RES
A partir do momento em que se assume uma função pública, as obrigações redobram. Se eleito, esqueça-se de sua vida privada e das crenças pessoais. O que vale é a necessidade e o bem coletivos.

PÚBLICA
Se concursado, trabalhe para agradar seu patrão maior, aquele que paga seu salário: o povo. Lembre-se de que: cara amarrada, palavras ríspidas, descaso, falta de respeito e soberba, em nada contribuem para a boa imagem do funcionalismo.

GASOLINA 1
Um verdadeiro absurdo o preço da gasolina em Araguari. Depois de este colunista abastecer seu veículo o susto foi grande: R$ 3,09 o litro do líquido precioso. Socorro!!!. Na maioria dos postos da cidade o litro do combustível está bem perto desse patamar, deixando assim mais uma vez o consumidor extasiado com tamanho aumento. Um verdadeiro absurdo!

GASOLINA  2
Enquanto isso do outro lado da ponte foi possível constatar o mesmo produto sendo vendido à bagatela de R$ 2,79. Que ‘fretezinho’ caro esse para Araguari hein???

FARPAS
E não é que a vereadora Eunice Mendes apresentou mais um requerimento bombástico na sessão da Câmara da última terça-feira? Segundo a sua proposição, o ingresso para o Carnaval em Araguari deveria ser de 2014 materiais de expediente que estão faltando nos CMEIS (creches), ESFs (Postos de Saúde da Família) e Pronto Socorro Municipal. Neste sentido foi solicitado que sejam trocados como ingressos nos festejos de Momo os seguintes itens: papel higiênico, lençóis, toalhas, seringas, medicamentos, copos, café, açúcar e botijão de gás. Se existe a falta de todos esses materiais, seria necessária a realização do Carnaval? Eunice mais uma vez cobrando o que é devido das autoridades competentes…

ACONTECEU…

Nasce Boris Casoy, jornalista brasileiro
1941
No dia 13 de fevereiro de 1941 nascia, em São Paulo, o jornalista e âncora Boris Casoy. Com estilo particular, e sem escapar das polêmicas, ele costuma usar frases de efeito como “Isto é uma vergonha” ou “É preciso passar o Brasil a limpo”. Ao longo de sua carreira, trabalhou em cargos do governo, foi editor do jornal Folha de São Paulo e passou por canais de televisão como Record, SBT e Bandeirantes. Filho de imigrantes judeus russos que chegaram ao Brasil em 1928, Boris contraiu poliomielite ao completar um ano de vida. Por conta da doença, até os nove anos, ele praticamente não andou. Com essa idade, fez uma cirurgia nos EUA e recuperou os movimentos. Quando adulto, cursou Direito na Universidade Mackenzie, porém não concluiu. Entre 1968 e 1972, trabalhou em cargos de imprensa no governo federal, estadual e municipal (estes dois últimos em São Paulo). Em 1974, começou a trabalhar na Folha de São Paulo, onde, em pouco tempo, tornou-se editor-chefe. Ficou ali até 1976, quando saiu para dirigir a Escola de Comunicação e o setor cultural da FAAP. Em 1977, voltou ao jornal e ficou como editor responsável até 1984, quando retornou à coluna Painel, umas das mais lidas do periódico. Em 1961, deu início à carreira na televisão na TV Tupi. Em 1988, voltou à TV, pelo Sistema Brasileiro de Televisão (SBT), onde apresentou o TJ Brasil. Permaneceu na emissora até 1997, onde formou parceria com as jornalistas Lilian Witte Fibe e Salete Lemos. Depois, foi contratado pela Rede Record junto com Salete, onde trabalhou durante oito anos, no Jornal da Record, até dezembro de 2005, quando foi demitido. Em 2007, teve uma rápida passagem pela TV JB, apresentando o Telejornal do Brasil, de segunda a sexta-feira. No ano seguinte, acertou com a Rede Bandeirantes, onde é o âncora do Jornal da Noite. No final de 2009, Boris Casoy se envolveu em uma polêmica por conta de comentário seu sobre os garis que vazou para o ar durante um intervalo comercial, enquanto apresentava o Jornal da Band. Logo em seguida, o apresentador reconheceu a ofensa contra os garis e se retratou durante a exibição do programa jornalístico do dia posterior.

Black Sabbath lança o primeiro álbum
1970
Em um dia como este, no ano de 1970, era lançado no Reino Unido o álbum “Black Sabbath”, disco de estreia da banda inglesa de mesmo nome. Em 1996, foi lançada uma versão remasterizada do disco. No ano anterior ao lançamento do seu primeiro trabalho, o Black Sabbath ainda usava o nome de “Earth”, mas mudaram por que havia outra banda que se chamava assim. O nome Black Sabbath foi uma homenagem ao filme italiano homônimo, de 1963, mas que no Brasil recebeu o título de As Três Máscaras do Terror. As músicas do primeiro álbum da banda foram gravadas em apenas um dia no estúdio.

Tirinha Peanuts, do Charlie Brown e Snoopy, deixa de ser publicada
2000
Em um dia como este, no ano de 2000, deixava de ser publicada, de maneira original, a popular tirinha Peanuts (também chamada de Minduim). Entre os seus principais personagens estavam Charlie Brown e o Snoopy. Seu autor, Charles M. Schulz, morreu no dia anterior, no dia 12 de fevereiro, em Santa Rosa, na Califórnia, aos 77 anos. Peanuts era publicada desde 2 de outubro de 1950 e considerada a tirinha mais popular, longa e influente da história. Ao todo, foram 17.897 tiras publicadas. No seu auge, Peanuts era publicada em mais de 2.600 jornais, com um público de 355 milhões de pessoas, em 75 países, e traduzida para 21 idiomas. Ainda hoje, reproduções das tirinhas são publicadas em vários jornais. A tirinha também se tornou extremamente popular em adaptações para televisão, conquistando prêmios Emmy. A franquia Peanuts ainda foi adaptada para o teatro.

REFLITA
“Seja a pessoa que o seu cachorro pensa que você é!”

1 Comentário

  1. isabel cristina de sousa bento disse:

    Vereadora Eunice Mendes tem toda razão, primeiro devem ser atendida as necessidades básicas do povo, como saúde, educação e não priorizar um gasto desnecessário de dinheiro para 04 dias de festa. E o resto do ano, como ficará a população.

Deixe seu comentário: