Terça-feira, 16 de Abril de 2024 Fazer o Login

Eletricista de 33 anos é morto pela companheira no bairro Bosque

sex, 14 de julho de 2023 08:00

Homem havia saído da prisão na semana passada após mais uma agressão contra a esposa

 

Da Redação

Homem chegou a ser socorrido, mas não resistiu
** Divulgação

Na manhã desta quinta-feira, 13, Araguari registrou o segundo homicídio consumado no prazo de seis dias. Um eletricista de 33 anos foi morto a golpe de arma branca, no bairro Bosque. A companheira dele, uma auxiliar de cozinha de 26 anos, assumiu a autoria do crime, sendo presa em flagrante pela Polícia Militar.

 

Conforme relatado na ocorrência, Roy Orbyson Soares Duarte, Jhoy, estava caído na praça Pedro Teixeira, a poucos metros do estádio do Fluminense. O SAMU foi acionado e encontrou a vítima em decúbito ventral, ainda com vida, mas esta faleceu dentro da ambulância.

 

Em diligências os militares encontraram a companheira do eletricista, a qual estava muito agitada. O casal morava numa rua próxima. Ela teria afirmado que houve uma discussão, uma vez que seu esposo havia saído cedo, retornando embriagado e muito agressivo. Em certo momento, o homem teria afirmado para a jovem sumir senão iria matá-la. Depois disso, deu um soco no peito dela e saiu novamente para a rua.

 

Ainda conforme apurado pela PM, a autora se apoderou de uma faquinha de serra e saiu atrás de Roy. Em frente ao número 64 da rua Jair Rosa, após outra discussão, ela atingiu um golpe contra o peito da vítima, do lado esquerdo. Em seguida, ele seguiu caminhando em direção à praça e caiu.

 

Aos policiais, a jovem disse que voltou para casa, pois achou que havia atingido o braço e não percebeu que o companheiro estava gravemente ferido, até porque ele seguia normalmente pela rua e a faca era muito pequena, não imaginando que fosse provocar uma lesão dessa natureza.

 

Contou também que lavou a faca no tanque e colocou em cima da geladeira. Pouco depois saiu na porta para chamar Roy e viu que estava caído na praça. Ao se aproximar, percebeu que ele estava sangrando e agonizando, momento que começou a gritar por socorro, pedindo que alguém acionasse o SAMU.

 

A Polícia Militar levantou que havia seis ocorrências relacionadas ao casal, a maioria por discussão, atrito verbal e lesão corporal. No fim do ano passado, o homem jogou álcool na companheira e na filha de 3 anos. Quando procurava pelo isqueiro, a vítima correu até a vizinhança em busca de socorro.

 

O último caso ocorreu no começo deste mês. A jovem ficou bastante machucada após ser agredida pelo eletricista, que foi preso em flagrante, saindo do presídio no dia 4.

 

Foi o sexto homicídio consumado de 2023 no município. No sábado, um jovem foi morto a facadas, na rua Circular, bairro Santa Helena. Até ontem, o autor permanecia desaparecido.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: