Domingo, 21 de Abril de 2024 Fazer o Login

Doze cidades de Minas Gerais têm alto risco de epidemia de dengue

qui, 30 de janeiro de 2014 00:00
Agentes encontram criadouros do mosquito durante a coleta de informações para o LIRAa. Foto: Divulgação/Departamento de Controle da Dengue

Agentes encontram criadouros do mosquito durante a coleta de informações para o LIRAa.
Foto: Divulgação

TALITA GONÇALVES – O resultado de 2,3% no último Levantamento Rápido do Índice de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) coloca Araguari entre os 62 municípios de Minas Gerais com risco médio de epidemia, segundo informações da Secretaria de Estado de Saúde (SES). A situação é ainda mais grave em 12 municípios com alto índice, sendo o pior deles em Itabira, na região Central do Estado, que registrou 7,8%. É o dobro do parâmetro que o governo usa para classificar grande risco (3,9) e quase oito vezes superior ao mínimo recomendado pelo Ministério da Saúde.

Mesmo sem estar entre as localidades mais afetadas, Araguari tem motivos para se preocupar e o coordenador do Controle de Dengue, Wellington Colenghi, chama a atenção para o perigo. “O risco de epidemia existe. A população precisa se conscientizar e não negligenciar os cuidados no sentido de evitar a água parada,” declarou.

Em 2013, o pior índice do município do LIRAa foi de 4,1%, registrado em março, período mais crítico de proliferação de mosquito. Na época, as ações de conscientização e combate foram reforçadas. No final do ano, o levantamento apontou 0,8%, considerado positivo. Para o coordenador, a boa notícia pode ter deixado a população menos cautelosa em relação à dengue.

Além de intensificar as ações de rotina nas regiões onde há mais infestação, a secretaria de Saúde planeja no Distrito de Amanhece uma ação educativa em conjunto com a Atenção Primária do PSF, no dia 19 de fevereiro.

Neste ano, 135 municípios acordaram a realização do levantamento e até o momento, 89 encaminharam os resultados para a SES. O prazo é que todas as cidades enviem os resultados até a primeira quinzena de fevereiro.

MORTES

Dados da SES revelam que 353.687 casos da doença foram registrados em 2013, aproximadamente 16 vezes mais do que em 2012. As mortes também aumentaram: em 2013, 116 pessoas perderam a vida em decorrência da dengue, o maior saldo dos últimos cinco anos.

Uma mulher de 65 anos que vivia em Araguari morreu vítima de dengue em setembro de 2013. Ela passou por um transplante de rins e faleceu em São José do Rio Preto (SP).

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: