Domingo, 19 de Maio de 2024 Fazer o Login

Corpo de Bombeiros registra ocorrência de incêndio em residência

qui, 13 de julho de 2023 08:07

Da Redação

Provavelmente, houve um curto circuito na fiação da geladeira e o fogo se espalhou

Os incêndios em edificações englobam prédios comerciais, escolares, residenciais, hospitalares e multifamiliares (com duas ou mais residências verticalizadas), entre outras modalidades. Dentre as principais causas desse tipo de incêndio, estão as seguintes categorias: elétrica, vazamento de gás, inflamáveis e manuseio na cozinha.

No dia 11, a Segunda Companhia de Bombeiros Militar foi acionada para atender uma ocorrência de incêndio em residência na avenida das Madeiras, bairro São Sebastião.

Segundo testemunhas, a geladeira “explodiu”, (provavelmente, houve um curto circuito na fiação da geladeira) e o fogo se espalhou. Os vizinhos retiraram as crianças da casa e jogaram água no local, com o auxílio de baldes e mangueiras.

Na residência haviam quatro crianças, menores de 10 anos de idade, que estavam sozinhas. Conforme relatos, a mãe tinha saído com o filho mais velho, de quatorze anos de idade que possui deficiência intelectual, e com um filho recém-nascido para a UPA de Araguari, pois os pontos da sua cesariana haviam se rompido.

As equipes do Corpo de Bombeiros controlaram o incêndio, que atingiu, principalmente, a cozinha e a sala da residência causando fumaça. A Polícia Militar foi acionada para encaminhar as crianças para um responsável. Não houve vítimas.

Ontem, 12, a reportagem da Gazeta entrou em contato com a sargento da Segunda Companhia de Bombeiros Militar, Adriana Campos para saber quais são as atitudes que devem ser tomadas para evitar esse tipo de situação. De acordo com a sargento, existem várias medidas que a população pode adotar para evitar incêndios em residências, dentre elas estão: verificar se a fiação elétrica da residência está instalada de forma adequada. Evitar o uso excessivo de adaptadores e extensões, pois eles podem sobrecarregar a rede elétrica. Desligar equipamentos elétricos quando não estiverem em uso. Evitar o uso de aparelhos com fios danificados ou plugues soltos. Nunca sobrecarregar tomadas com muitos aparelhos. Nunca deixe velas acesas sem supervisão e mantenha-as longe de materiais inflamáveis. Evite fumar na cama ou próximo a objetos inflamáveis, pois as pontas de cigarro podem causar incêndios. Faça a manutenção regular de aparelhos como fogões, aquecedores e ar condicionados. Verifique se estão em boas condições e siga as recomendações do fabricante. Instale alarmes de incêndio em sua residência e verifique regularmente se estão funcionando adequadamente.

Ainda conforme Adriana Campos, curtos circuitos podem ser perigosos e causar incêndios. “Para se prevenir contra curtos circuitos, aqui estão algumas medidas recomendadas: faça uma inspeção regular da fiação elétrica em sua residência. Procure por sinais de desgaste, fios desencapados ou conexões soltas. Se detectar algum problema, chame um eletricista qualificado para realizar os reparos necessários. Não conecte vários aparelhos em uma única tomada ou em extensões. Isso pode sobrecarregar o circuito e causar um curto circuito. Substitua equipamentos defeituosos. Considere a instalação de dispositivos de proteção contra surtos elétricos em sua residência. Eles ajudam a prevenir danos causados por picos de energia e surtos elétricos”, disse.

 

Vale destacar que, se o incêndio já começou, é importante seguir as seguintes orientações: evacuar a residência assim que possível. Não tentar combater o incêndio. Ligar para o número de emergência do Corpo de Bombeiros (193), assim que estiver fora do local em chamas, informando o endereço completo e detalhes sobre a situação. Se houver fumaça densa no ambiente, rasteje pelo chão para evitar a inalação de fumaça tóxica. Cubra o nariz e a boca com um pano úmido, se possível. Nunca retorne à residência em chamas por nenhum motivo. Aguarde a chegada dos bombeiros e informe-os sobre qualquer pessoa ou animal de estimação que possa estar preso no interior.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: