Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Conscientização e prevenção marcam o Dia Mundial de Luta contra o Câncer

ter, 8 de abril de 2014 02:05

DA REDAÇÃO – O aumento das chances de cura e a conscientização da população marcam a celebração do Dia Mundial de Combate ao Câncer. O objetivo da data criada em 8 abril de 2005, pela União Internacional para o Controle do Câncer (UICC), é combater os estigmas sobre a doença.

Estudos apontam a ocorrência de 576 mil novos casos somente em 2014. O número de casos foi calculado com base nas taxas de mortalidade dos estados e capitais brasileiras (Sistema de Informação Sobre Mortalidade – SIM).

Segundo contou o médico oncologista André Soares dos Santos, dentre os casos mais frequentes estão o câncer de pele, de próstata, pulmão, intestino e estomago com incidência nos homens e de mama, colo do útero, tireóide e estomago nas mulheres.

Os fatores de risco podem estar relacionados à herança genética ou ainda, 80% causados pelos maus hábitos como a utilização do cigarro, álcool, sedentarismo e a má alimentação. “Estas práticas fazem uma modificação genética, e acabam acelerando a divisão celular. O organismo é afetado, resultando em tumores que se não forem combatidos a tempo, podem levbar à morte,” ponderou.

O Ministério da Saúde vem investindo na assistência aos pacientes com câncer. A previsão é que, em 2014, o valor alocado no fortalecimento do atendimento em oncologia chegue a R$ 4,5 bilhões.

Quanto ao tratamento, segundo informações obtidas no Centro Oncológico Mineiro (COT), existem várias modalidades sendo que, a principal é a cirurgia e o uso de radioterapia, quimioterapia ou transplante de medula óssea. “O médico irá escolher o tratamento mais adequado de acordo com o tipo do câncer e a extensão da doença,” explicou o oncologista. Todas as modalidades de tratamento são oferecidas pelo SUS.

Números do câncer no mundo

A cada ano, o câncer provoca cerca de 8 milhões de mortes no mundo. Estima-se que um terço dessas mortes poderia ter sido evitado com mais prevenção, detecção precoce e acesso aos tratamentos existentes.

Prevenção

Apesar de ainda ser considerado um tabu, o câncer tem que ser discutido abertamente para ampliar a disseminação de informações sobre a doença. A prevenção do câncer nem sempre é possível, mas há fatores de risco que estão na origem de diferentes tipos de tumor. O principal é o tabagismo. O consumo de bebidas alcoólicas e de gorduras de origem animal, dieta pobre em fibras, vida sedentária e obesidade também devem ser evitados para prevenir os tumores malígnos.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: