Quarta-feira, 28 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Coluna: Direito e Justiça (14/12)

qui, 14 de dezembro de 2023 08:09

Direito e Justiça:

 

Jesus cura o cego Bartimeu na estrada de Jericó.

 

Conforme Marcos, Cap. 10 – Vv. 46 / 52:

– O encontro do cego Bartimeu com Jesus constitui – sem dúvida alguma — um dos mais emocionantes, belíssimos e significativos episódios dos Evangelhos. Bartimeu, o filho de Timeu, também conhecido como O Cego de Jericó, demonstrou possuir uma grande fé e também uma enorme perseverança ao permanecer clamando incessantemente, ainda quando muitos naquela multidão ordenavam-lhe que “calasse a boca”.

– Mas, Bartimeu não se calou. Tampouco se aquietou. Continuou, sob risco de ser espancado, gritando a plenos pulmões. E, apesar do grande ruído em torno de Jesus, viu-se agraciado, porque conseguiu ser notado pelo Divino Mestre, sendo chamado por ele e levado à sua presença.

– Que queres que te faça?, indagou-lhe Jesus.

– Eu quero ver, Senhor, respondeu Bartimeu.

E, ali mesmo, perante todos os circunstantes, Bartimeu viu a luz, prostrou-se e agradeceu.

Assim era Jesus: curava incondicionalmente todos que tinham fé e que nele confiavam.

 

——————————————————————

Jesus e o cego Bartimeu:

 

Ninguém sabe quanto tempo se assentou na estrada poeirenta de Jericó, com a mão estendida, em busca de esmolas, o pobre cego Bartimeu. Acostumara-se com as rudes multidões que passavam gritando e praguejando; de vez em quando recebia de um viajante piedoso uma ou outra moeda. Naquele dia, porém, havia uma agitação geral e desusada. Transeuntes se apressavam, falando em altas vozes.

– É Jesus, o Nazareno, que vai passar — respondem.

A vibração do mágico nome de Jesus trouxe grande esperança ao coração do mendigo! Era Jesus, o amigo dos cegos, dos pobres, dos transviados! Era Jesus, o grande Médico.

Então clamou, com a alma invadida pela fé:

– Jesus, filho de Davi! Tem misericórdia de mim!

Os indiferentes riem-se dele e ferem-no com chacotas.

Nenhuma força, porém, pode abalar o ânimo do pobre.

– Jesus, filho de Davi¹ Tem misericórdia de mim!

Um fariseu que passava empurra-o impiedoso com o pé:

– Cala-te, miserável!

Nada, porém, seria capaz de abalar a fé que vivia no coração do cego. Ei-lo que continuava, com fervor:

– Jesus, filho de Davi! Tem misericórdia de mim!

Alguém da multidão dele se aproxima e diz-lhe:

– Levanta-te, Bartimeu, que Ele acaba de chamar por ti!

E o infeliz Bartimeu, lançando de si a capa que trazia ao ombro, levantou-se e foi ter com Jesus.

– Que queres que te faça? – perguntou-lhe Jesus.

– Eu quero ver, Senhor! Eu quero ver!

Respondeu-lhe o Mestre:

– A tua fé te salva!

Somos hoje gratos ao cego Bartimeu, pela importante lição de fé que nos legou. Ela nos ajuda a reconhecer que Jesus, o Salvador, passa ainda e passará sempre; que toma cuidado de nós, e responde a cada sincero clamor que Lhe é dirigido.

……………………………………………………………………………………………………………………………

 

FONTE: Lendas do Céu e da Terra. — Malba Tahan.

Editora Record, 19ª Edição, págs. 102 / 103.

Ref.: Marcos, Cap. 10, Vv. 46 / 52.

 

 

Comentário pessoal:

 

Na estória de Bartimeu, aprendemos que é essencial nunca desistirmos de buscar a Deus, mesmo quando enfrentamos dificuldades. Bartimeu tornou-se um exemplo vivo, imorredouro e emblemático de transformação que Jesus (e, por conseguinte, a fé) pode fazer na vida de todos aqueles que acreditam em algo maior do que o simples e passageiro mundo material (até mesmo crer em curas milagrosas e consideradas improváveis ou impossíveis pelos meios conhecidos).

Sim, a comovente estória do cego Bartimeu é plena de perseverança e persistência – até mesmo irritantes, imprudentes e temerárias para alguns – motiva-nos a confiar irrestritamente na Providência Divina, ou seja, em Deus e no poder imensurável por Ele concedido a Jesus, que, de fato, é a Luz do Mundo, o caminho e a vida.

Jesus criou e governa este Planeta. Com certeza, um dia haverá de voltar fisicamente; porém, somente o Pai poderá decidir e saber sobre tal evento e outros de igual gravidade. Enquanto isto não se der, cumpre-nos seguir o curso desta vida encarnada, evoluindo e preparando-nos da melhor maneira possível para outras vidas em outros mundos mais adiantados do que este. Pois, foi o mesmo Jesus quem afirmou haver muitas moradas na casa do Pai e que ele iria preparar-nos um lugar (Conforme João, Cap 14 – Vv.1 /4).

Destarte, devemos confiar na soberana Providência Divina, fazendo tal e qual foi preconizado por Jesus: cuidar em primeiro lugar das coisas do Reino de Deus e da sua Justiça, para que as demais necessidades materiais sejam-nos acrescentadas. Claro está pela mescla de esforço, trabalho e mérito de cada um de nós. Fora disso, não…!

Existe e existirá sempre um lugar decente e suficiente para cada ser vivente neste mundo: humanos e animais têm o seu próprio valor, intrínseco e extrínseco, possuem o seu caminho e o seu objetivo a percorrer. Até mesmo os seres inanimados estão investidos pela natureza com algum propósito.

Se o ser humano quer mesmo constituir-se, de fato e de direito, em rei na esteira da senda evolutiva, que faça por onde. Que siga com fé e perseverança, tal como demonstrou resoluto Bartimeu, a doutrina legada por Jesus: amor incondicional, perdão infinito, caridade desprendida e solidariedade universal.

Jesus jamais negou os seus dons de cura, consolo e transformação a quem quer que dele se aproximasse, demonstrando fé e confiança de que a graça seria operada. Há dezenas de exemplos narrados nos Evangelhos Canônicos (Mateus, Marcos, Lucas e

João). Todavia, muitas outras maravilhas operou Jesus e que não foram escritas. Não foi sem razão que João declarou no final do seu Evangelho: “Há, porém, , ainda muitas outras coisas que Jesus fez; e se cada uma das quais fosse escrita, cuido que nem ainda o mundo todo poderia conter os livros que se escrevessem.” (João, Cap, 21 – V. 25).

O poder incontrastável de Deus é perfeitamente perceptível pela fé, que não exige prova material, mas uma pura e simples convicção acerca da existência de um mundo espiritual além e maior do que este. Se assim for feito, muita coisa boa haverá de vir, como aconteceu com Bartimeu, o filho de Timeu, na estrada e às portas de Jericó. Tal fato marcou sua vida e fez com que ele, dali por diante, passasse a seguir Jesus, material e espiritualmente.

Assim sendo, façamos como fez Bartimeu:

– Sigamos Jesus em tudo quanto ele nos ensinou.

——————————————————————————

 

Confiemos na Providência Divina:

Bíblia Sagrada: Mateus: Cap. 6 – Vv. 25 / 34 (palavras de Jesus):

25 – Portanto, eu digo: Não se preocupem com sua própria vida, quanto ao que comer ou beber; nem com seu próprio corpo, quanto ao que vestir. \Não é a vida mais importante que a comida, e o corpo mais importante que a roupa?

26 – Observem as aves do céu; não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; com tudo o Pai Celestial as alimenta. Não têm vocês muito mais valor do que elas?

27 – Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida?

28 – Por que vocês se preocupam com roupas? Vejam como crescem os lírios do campo. Eles não trabalham nem tecem.

29 – Contudo, eu digo que nem Salomão, em todo o seu esplendor, vestiu-se como um deles.

30 – Se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada ao fogo, não vestirá muito mais a vocês, homens de pequena fé?

31 – Portanto, não se preocupem, dizendo: que vamos comer? Ou que vamos beber? Ou que vamos vestir?

32 – Pois, os pagãos é que correm atrás dessas coisas; mas o Pai Celestial sabe que vocês precisam delas.

33 – Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua Justiça, e todas essas coisas serão acrescentadas a vocês.

34 – Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal.

1 Comentário

  1. Eliane disse:

    Belos ensinamentos Bíblicos.

Deixe seu comentário: