Segunda-feira, 22 de Abril de 2024 Fazer o Login

Coluna: Cantinho do Mário (31/07)

sáb, 31 de julho de 2021 08:16

BOSQUE JOHN KENNEDY

Faz parte da minha infância as visitas ao Bosque John Kennedy. Havia muito mais arvores, era um lugar imenso pras crianças. Um local simples, sem infraestrutura nenhuma, mas tinha seus encantos. As estórias se sucediam, muitas lendas urbanas. Naquele tempo Araguari não tinha muitos habitantes, e mato era o que não faltava em volta da cidade, assim é de se admirar que aquela reserva tenha sobrevivido ao crescimento da cidade e ao desmatamento, considerando a mentalidade estreita de muitos “administradores” que passaram por aqui. É uma benção. A importância da floresta é enorme, tem extraordinária função de regular o clima, pois elas, pelo sistema da fotossíntese, absorvem o gás carbônico, que eliminamos com a respiração e aquele decorrente de inúmeras atividades humanas, além de convidar espécies de animais silvestres pássaros e outros. Considerando o desmatamento que estamos vivenciando, o Bosque se transformou em uma ilha. Os pássaros, que ali fazem local de descanso, são agentes mecânicos da disseminação de sementes por onde vão, as comem e as liberam muitas vezes em pleno voo, levando vida nova e diversidade a vários rincões do Brasil. Como são importantes as árvores. Por isso é muito fundamental avaliar quando devemos corta-las, muitas vezes uma poda seria o bastante. Existem centenas de benefícios das árvores para as cidades e pessoas: Absorvem o gás carbônico (CO2) e liberam oxigênio, aumentam a biodiversidade, diminuem os efeitos das ilhas de calor urbano, absorvem a água da chuva, diminuindo os riscos de enchentes,  embelezam  oferecem sombra e diminuem a temperatura das cidades, diminuem a poluição sonora,  ajudam a filtrar o ar, auxiliam no nível de estresse das pessoas. Enfim, melhoram a qualidade do ar das cidades e a qualidade de vida das pessoas. Desde que nossa espécie começou a praticar agricultura, há cerca de 12 mil anos, derrubamos quase metade das 5,8 trilhões de árvores que existiam então, de acordo com um estudo de 2015 publicado na revista Nature. Grande parte do desmatamento aconteceu em anos relativamente recentes. Desde o início da era industrial, as florestas foram reduzidas em 32%. Especialmente nos trópicos, os 3 trilhões de árvores restantes do mundo estão sumindo rapidamente, com cerca de 15 bilhões de exemplares derrubados a cada ano, afirma o estudo da Nature. Há quem sustente que as mudanças climáticas que mudaram o Saara, têm o dedo humano. Dizem os estudiosos que, há alguns milhares de anos pastores começaram a derrubar arvores e criar rebanhos. Sabemos que não foi só isso, mas mostra a influência principalmente negativa para o meio ambiente dos homens na Terra.  Pensar que o planeta demorou bilhões de anos para criar a biodiversidade que aí está, e nós, escravos da ganancia e do egoísmo, em pouco tempo estamos dando sumiço a tudo que nos foi legado. Por isso parabenizo a atual administração pelo trabalho executado no Bosque John Kennedy. Estive lá com minha netinha e vi a resposta da população, visitando o local. Muitas famílias presentes acompanhadas de crianças, uns tirando fotos, outros fazendo piqueniques, todo mundo feliz. Através de medidas simples e bem planejadas, reavivaram o Bosque, deram uma baita força para o turismo em Araguari, que nesta época de pandemia tem muito pouca coisa a oferecer. Acho que ainda faltam algumas coisas como um local que possa vender lanches ou semelhantes, mas com o tempo esperamos que dê tudo certo. Fiquei muito satisfeito com a reforma. Recomendo uma visita ao Bosque junto com a família. Quem sabe a antiga bandinha municipal seja ressuscitada e toque algumas modas por lá aos domingos.

” Transformai uma árvore em lenha que ela arderá; mas, a partir de então, não dará mais flores, nem frutos”. (Rabindranath Tagore)

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: