Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Coluna: Cantinho do Mário (20/08)

sáb, 20 de agosto de 2022 07:37

CANTINHO DO MÁRIO

SALVAÇÃO

Tenho amigos de vários seguimentos religiosos, até um que é muçulmano e já foi à Meca e essa aventura foi uma ventura, pois lhe trouxe paz ao espírito. Recentemente conversamos sobre o assunto que está na moda, “A salvação de nossa alma ”. Interessante como varia o espírito das interpretações, embora as escrituras sejam idênticas e a única coisa que diferencia a filosofia ocidental, do oriente é o Novo Testamento. Para os que seguem o Velho Testamento e outros, Jesus foi um profeta menor. Embora os princípios de moral sejam semelhantes, podem variar os pontos de vista, a consciência é a mesma, eivada por pitacos de egoísmo e orgulho, conforme os costumes dominantes. Os hábitos podem diferençar de lugar para lugar, com isso as diversas formas de compreensão, às vezes divergem na essência. Assim, o que é pecado para um católico pode não ser para um evangélico, espírita ou muçulmano e vice-versa. E nós, que estamos à procura da salvação, deveríamos entender que ela deve ser adquirida ou conquistada por um processo de transformação íntimo e lento, utilizando os atos exteriores para afirmação desses conceitos, e não o contrário, para que possamos na prática utilizar da indulgencia, caridade e outras virtudes que promanam do coração a serviço do bem maior. A prática constante da virtude leva a perfeição. Os atos exteriores muitas vezes podem não representar o que sentimos realmente, podem ser apenas um verniz que não resiste à pedra de toque. É aí que reside nossa dificuldade de entender o que dizem realmente as escrituras, somos cativos de nossas conveniências. Toda moral que Jesus nos ensinou e exemplificou, se resumem na caridade e na humildade que são os únicos caminhos da nossa evolução espiritual. Precisamos combater o orgulho e o egoísmo em nós, que continuam resistindo e são os resquícios de nosso atraso moral, herdado do primitivismo que nos subjuga e cega, impedindo de ver onde mora a eterna felicidade. Jesus foi claro em suas palavras: “Bem-aventurados os pobres de espírito, “humildes”, bem-aventurados os que tem puro o coração, bem-aventurados os que são brandos e pacíficos, bem-aventurados os que são misericordiosos, fazei aos outros o que gostaríeis que vos fizessem, perdoai se quiserdes ser perdoados. Isto se refere a salvação de nós mesmos, nós somos os artífices de todas mazelas que nos sucedem. Quer saber quem é o responsável por sua salvação? Olhe no espelho. Todo dia é dia de recomeçar. Devemos sempre iniciar o dia agradecendo, orando e vigiando, nos colocando em sintonia com Deus, desnudando nosso coração, economizando petitórios para nós, porque já somos muito devedores, vamos lembrar um pouco de nossos irmãos. Sem dúvida nossa redenção está em nossa transformação que não será da noite para o dia. Deus não tem pressa.

MÁRIO FERREIRA.:

 

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: