Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Coluna: Cantinho do Mário (19/03)

sáb, 19 de março de 2022 08:06

CANTINHO DO MÁRIO

DIZEM POR AÍ

Pois é, dizem por aí que chegamos ao fim, o Putin vai apertar o botão vermelho e a Terra vai ser torrada em uma bola de fogo. Que aqueles que sobrarem vão padecer em sofrimentos inenarráveis em virtude da radiação atômica. Que muitos pedirão para morrer e a morte não virá. Triste quadro. Dizem mais, que o planeta Nibiru está se aproximando, que passará entre o sol e a Terra e por ser um orbe de maior magnitude que o nosso planeta, a sua gravidade provocará terremotos fora da escala, o eixo da Terra se verticalizará, conseguintemente vai sobrar pouca gente. Dizem também, que os espíritos que se comprazem no mal serão atraídos pela sua atmosfera inferior e padecerão as dores do inferno. Que com o aumento da temperatura global, os polos se derreterão de vez, a natureza se enlouquecerá, haverá tempestades torrenciais e tsunamis de noventa metros de altura por todas as partes do globo. E isso não é tudo, pasmem. Se Deus estiver em dúvida como acabar com o nosso mundinho, as sugestões estão aí, enquanto isso, ‘corujas agourentas’ travestidos de lobos rapaces; falsos profetas; aproveitadores do medo, da ignorância e da depressão utilizam-se da pandemia, do disse que disse e vendem a salvação e transitoriamente se dão bem. Entretanto não se aflija pela destinação do mundo, faça sua parte. Deus conhece o que deve ocorrer à vida planetária. Ele não é onisciente? Agora é o nosso tempo, hoje é o dia nos compete fazer o que deva ser feito. Lembre-se que você não vive sozinho, tem criaturas que dependem de suas atitudes, temos obrigações exclusivamente nossas, temos compromissos com a lei maior que fazem parte dos desígnios superiores que devemos atender. Não devemos permitir que um mar de preocupações, que talvez nunca aconteça, possa eclipsar nossos dias e nossa esperança em um mundo melhor. Devemos sim, nos precavermos para não sermos colaboradores das lendas que circulam. A língua é um fogo. O início de todas hecatombes do planeta localiza-se quase sempre no mau uso dela e no pessimismo das pessoas. As ansiedades armam muitos crimes e jamais edificam algo útil na Terra. Invariavelmente o homem precipitado conta com todas probabilidades contra si. Em todos os tempos, a palavra foi sempre indispensável, mas não podemos esquecer o valor do silêncio, senão conseguimos ainda acordar. Podemos nortear os destinos das criaturas levando um pouco de esperança. Não seja mais um multiplicador agourento, botando lenha na fogueira, falando do que não entende e dando trelas ao ceticismo. O pensamento positivo constrói, o disse que disse destrói. Eu particularmente duvido que haja uma guerra nuclear, agora…se vocês derem uma nota de mil dólares para o Putin e se ele jogar fora ou por fogo nela, aí eu acho que corremos o risco.

MÁRIO FERREIRA:

1 Comentário

  1. Zeca du Boi disse:

    Mário, cadê os parágrafos Mário?? Não dá pra ler.

Deixe seu comentário: