Segunda-feira, 22 de Abril de 2024 Fazer o Login

Coluna: Cantinho do Mário (11/09)

sáb, 11 de setembro de 2021 08:16

 

.

MANIFESTAÇÕES

Dizem que a democracia nasceu na Grécia e significa “governo em que o povo exerce a soberania”, “sistema político em que os cidadãos elegem os seus dirigentes por meio de eleições periódicas”. As manifestações são ações realizadas pelo povo de uma nação em defesa de uma causa. Reivindicações políticas, crises econômicas e mudanças sociais, como o caso da inclusão social, são os principais motivadores. Algumas das principais manifestações populares que aconteceram no cenário mundial foram: “Diretas já”, no Brasil; o Apartheid, na África do Sul; o Panelaço, na Argentina, etc. As manifestações são celeiros de mártires. Quantas pessoas morreram nestas atividades, que nem sempre foram muito pacíficas. Hoje com o advento das redes sociais, as pessoas marcam até encontros para brigar, como algumas torcidas de times de futebol. Martin Luther King participou de diversas manifestações e se transformou em um mártir ou ícone da luta contra discriminação e direitos humanos nos Estado Unidos da América, e acabou dando sua vida. Hoje, a população negra e mestiça americana usufruem dos frutos de sua luta. Entretanto nem todas manifestações são frutíferas, algumas acabam em espancamento dos manifestantes, bombas de gás, prisões e muita coisa mais. Jesus quando andava pelas ruas de Jerusalém era seguido por uma enorme multidão de curiosos, crentes, gente desesperada, e era encarado pelos Sacerdotes do Templo, Levitas, Doutores da Lei, como subversivo, acabou crucificado. Parece um ato contagioso, de repente uma pessoa sair pela rua gritando, protestando, logo acha simpatizantes e a fila vai engrossando. Parece até com cenas daquele filme Forrest Gump, quem assistiu? Mas, por que precisamos fazer manifestações? Votamos em pessoas para que sejam nossos legítimos representantes, não pedimos nada mais do que seriedade, honestidade, compromisso com a coisa pública. Aí tomam gosto pelo poder, esquecem suas promessas, empossam pessoas em cargos importantes que não encarnam a aspiração popular, fazem conchavos “políticos”, e vai virando uma teia sem fim nem começo. Fazem reuniões nas madrugadas, votam novos proventos a seu favor, aumentam seus salários, e praticam atos que contrariam a vontade e o interesse popular. E não há como demiti-los, passam a ser patrões, mas onde a famigerada democracia jaz? Engraçado é que alguns seguimentos da sociedade praticam atos como protestos diversos que só prejudicam a população que trabalha e quer trabalhar, fazendo com que a inflação coma solta, e se esquecem que a união faz a força. Talvez seja ingenuidade, o Stanislaw Ponte Preta dizia que toda unanimidade é burra, mas em alguns eventos, a população deveria ser consultada e não martirizada, afinal, se os caras estão lá, a culpa é geral. Neste momento estou assistindo o protesto dos caminhoneiros, cada seguimento pedindo diversas coisas, não existe um foco naquilo que está prejudicando a classe. Eu acho que deveriam ser solidários, com reinvindicações definidas. A maioria das pessoas que estiveram nessas manifestações tiveram um só objetivo, apoiar o presidente. Contudo, nem ele se ajuda, a cada declaração no calor da manifestação só arranja mais CPI’s, processos de cassação e municia o inimigo.

E nós, o “zé povinho” ficamos no meio desse tiroteio. Como sempre digo, precisamos aprender a votar, o Brasil tem CACIFE pra ser uma das maiores nações do planeta, mas parece que gostamos de sofrer. Já ouvi uma afirmação nesse sentido: “os cães ladram e a caravana passa”. Será que é isso mesmo? Só acordaremos quando a China e os outros países tiverem comprado tudo que tem aqui. Cadê o patriotismo gente?

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: