Domingo, 19 de Maio de 2024 Fazer o Login

Cobrança de pedágio na BR-050 segue suspensa

qui, 18 de abril de 2024 08:09

Da Redação

Rodovia conta com dois pontos de pedágio e não apresenta boas condições

A Justiça concedeu, no início desta semana, uma liminar que suspende a cobrança de pedágio na BR-365, no trecho de 131 quilômetros entre Patrocínio, no Alto Paranaíba, e Uberlândia, no Triângulo. A suspensão deve ser mantida até que a rodovia, em péssimas condições de conservação, esteja totalmente recuperada.

 

A ação popular foi impetrada pela deputada estadual, Lud Falcão (PODE) e pelo senador Cleitinho Azevedo (Republicanos). Na sexta-feira, 12, os parlamentares percorreram a rodovia e constataram que a BR está em péssimas condições, oferecendo riscos aos motoristas que diariamente circulam por ela, sendo a principal ligação entre o Alto Paranaíba e o Triângulo Mineiro.

 

“Uma vez que a concessionária EPR Triângulo descumpre o contrato, os prazos e as determinações do governo estadual, a quem cabe fiscalizar o cumprimento do contrato de concessão, eu e o senador Cleitinho

recorremos à Justiça. Não podemos permitir que a empresa ignore seus compromissos e responsabilidades, submetendo os usuários da rodovia a situações perigosas que podem causar acidentes graves. O descaso da concessionária é absurdo e não pode continuar”, destacou Lud Falcão.

 

Também na semana passada, o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) ajuizaram ação civil pública perante a 1ª Vara Cível da Comarca de Uberlândia, para que seja declarada a nulidade do Contrato de Concessão nº 003/2022, firmado pelo governo de Minas Gerais com o grupo empresarial composto pela Concessionária Rodovias do Triângulo e EPR-2 Participações.

 

Quem trafega por essa rodovia fica indignado com o fato de ter que pagar nos dos pontos de pedágio, Patrocínio e Indianópolis, o valor superior a R$ 12 reais, e não ter uma rodovia, pelo menos em bom estado de conservação. Além de pista simples, alguns buracos com o desgaste do asfalto são presenciados em vários trechos. Se apurar a realidade da rodovia, percebemos que a cobrança pelo uso da mesma é sem retorno nenhum aos motoristas.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: