Quinta-feira, 04 de Abril de 2024 Fazer o Login

Circus Zu realiza apresentações gratuitas e oficinas no município

qui, 4 de abril de 2024 09:04

Da Redação

O circo está montado no parque da antiga estrada de Ferro Goiás
Divulgação

Dar cambalhotas, estrelinhas ou fazer palhaçadas. Cantar, dançar e bater palmas. As brincadeiras circenses vão muito além da diversão, proporcionando diversos aprendizados às crianças. Além do exercício da criatividade, as crianças praticam a socialização, melhoram sua desenvoltura e capacidade de comunicação, superam a timidez e desenvolvem o senso de equilíbrio, entre outros benefícios. A vivência circense é considerada uma atividade de expressão, capaz de estimular a imaginação e a sensibilidade da criança. Além disso, ela atua no psicossocial e no desenvolvimento da capacidade motora e cognitiva. Sabendo disso, entre os dias 12 de abril e 5 de maio, o Circus Zu realizará apresentações gratuitas e oficinas (para pessoas entre 6 a 18 anos de idade, cadastradas no CRAS).

Ontem, 3, a reportagem da Gazeta entrevistou Izabella Neri, produtora e gerente de mídias do Circus Zu para saber mais detalhes sobre as apresentações em Araguari. “Somos um circo itinerante, que através da Lei de Incentivo à Cultura e patrocínio da ECO Vias, ECO 050 e ECO Vias do Cerrado, estamos fazendo a turnê 2023/2024. Começamos em agosto de 2023 e terminaremos em agosto deste ano. Nesse período, percorreremos oito cidades, sendo seis de Minas Gerais e duas de Goiás”, explicou.

Segundo Izabella, a Lei de Incentivo à Cultura proporciona somente uma aprovação para que o artista possa captar o valor do projeto. “Enviamos o projeto para o Ministério da Cultura, que analisou a ideia (espetáculos gratuitos focados na população que não tem condições de pagar ingressos). Fomos aprovados para captar esses valores e conseguimos o patrocínio da ECO Vias. Para atingirmos o nosso objetivo, levar cultura para as pessoas em situação de vulnerabilidade social, conseguimos o apoio da Prefeitura de Araguari, através da Fundação Araguarina de Educação e Cultura. Além disso, através da FAEC,

também conseguimos captar as crianças para as oficinas, que acontecem às terças e às quintas-feiras, onde aprendem o início das práticas circenses. Essas oficias duram um mês e no último espetáculo do circo são esses alunos que irão se apresentar para o público”, destacou.

“A nossa ideia é apresentar o circo tradicional, aquele circo antigo que traz nostalgia, alegria, saudade da infância. Gostamos de entregar valores, em todos os sentidos, principalmente o da família”, disse a produtora.

Ressalta-se que, o circo conta com Davi Ribeiro na direção; Izabella Neri, produtora e gerente de mídias; Jelles Ribeiro, departamento de Logística; Sidney Andrade, montador e monitor nas oficinas.

“A entrada é gratuita. É importante retirar o ingresso uma hora antes do espetáculo, pois as vagas são limitadas. Pedimos uma contribuição no chapéu, onde as pessoas que forem ao espetáculo podem doar o valor que quiserem para o circo, no fim da apresentação”, esclareceu, Izabella Neri.

Conforme a programação, o circo conta com os seguintes espetáculos: Circus Zu Show, dias 12, 13 e 14 de abril, sexta e sábado às 19h, domingo às 16h. Malacutaia, dias 19, 20 e 21 de abril, sexta e sábado às 19h, domingo às 16h. A jornada, dias 26, 27 e 28 de abril, sexta e sábado às 19h, domingo às 16h. Zu Além das Possiblidades (encerramento do projeto Circola), dias 3, 4 e 5 de maio, sexta e sábado às 19h, domingo às 16h.

O Jornal Gazeta do Triangulo também conversou com Wedersom Prado Machado, vice-presidente da FAEC para saber sobre a participação do município nos espetáculos e oficinas. ”O circo está montado no parque da antiga estrada de Ferro Goiás. Em Araguari, eles estão recebendo o apoio da prefeitura, através da FAEC, com o espaço, a divulgação e tudo que for necessário para garantir uma boa estadia de todos”, disse.

Ainda, de acordo com o vice-presidente da FAEC, quando o Circus Zu demonstrou interesse em vir para Araguari, recebeu todo o apoio necessário. “Ficamos felizes em receber um circo aqui, proporcionando arte, lazer e cultura para todos”, concluiu.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: