Segunda-feira, 22 de Abril de 2024 Fazer o Login

Catinho do Mário – Márcio Di Freitas

sáb, 30 de janeiro de 2016 08:26

Abertura-cantinho

Natural de Uberlândia, nascido aos 18 de março. Pais: Ary Vieira Arantes e Marilza Freitas Arantes. É casado com Maria Beatriz Fernandes Arantes. Filhos: Ana Claudia, Designer de Vídeo Games e Paulo Victor Estudante.

Passou a infância e a juventude em Uberlândia. Fez o primário na Escola Estadual Bom Jesus  o ginásio e o colegial na Escola Estadual de Uberlândia.

Márcio di Freitas

Márcio Di Freitas

É formado em Música pelo Colégio Belas Artes de Curitiba. Seus mestres eram cantores do Alla Scala de Milano: Soprano Neide Thomas e o Barítono Rio Novello.

Passou a infância e juventude em Uberlândia. Seu talento foi descoberto pela maestrina Edmar Ferret  quando em uma visitaa a casa de sua mãe o viu cantando.

Desde jovem gostava de cantarolar  músicas eruditas. Em 2006, a maestrina Edmar o enviou ao maestro Zaccaro em São Paulo que depois de ouvi-lo o apresentou a  Neyde Thomas.

A partir daí  aperfeiçoou sua arte  sob a batuta da Neyde por quatro anos. Então foi convidado para ir estudar e se apresentar na Itália no Teatro Mancineli da cidade de Orvieto. Mancineli era diretor do teatro e da escola onde o Marcio estudava.

Aos poucos foi tornando-se conhecido.  Apresentou-se em Firenzze, Palermo, Genova, Milão, Napa e outras cidades italianas. Em Genova chamaram-no de “Il Mario Lanza Brasiliano.”  Em 2010, por problemas familiares teve que retornar ao Brasil.

Hoje faz apresentações com o maestro João Carlos e Maestro Joaquim Jaime da Orquestra Sinfônica de Goiânia. Faz vários recitais em diversas cidades com o pianista Ernane Machado e hoje, dia 30, às 20 horas fará uma apresentação na Casa da Cultura Abdala Mameri.

Alguns poderão não entender porque fugi um pouco do tradicional, entrevistar somente  araguarinos, mas o Marcio me surpreendeu e merece esse destaque. Tem uma bela voz potente e cristalina. É uma pessoa muito simpática e desinibida e ainda nos deu uma ‘pequena’ demonstração de sua bela voz. O cara canta mesmo. Pena que o Brasil valorize pouco da música lírica e ópera. É um mundo a descobrir por aqui. Um super abraço ao novo amigo e desejamos a ele todo sucesso possível.

CASOS E HISTÓRIAS PITORESCAS DE ARAGUARI

Essa o Zé foi lá em casa me contar, assim passo para os leitores.

Seu cunhado é sua vítima. Diz ele que o Tonho levou a Maria, mulher dele, ao médico porque não engravidava. Durante os exames o médico perguntou pra ela:

-“Dona Maria, a senhora tem orgasmo?”

Ela todo encabulada com a pergunta gritou lá de dentro do consultório?

“-Tonho!!!!! O dotô qué sabê si eu tenho orgasmo?”

Aí o Tonho olhou para os outros pacientes com cara de piedade, sacudiu a cabeça e berrou de volta:

“- Não sua anta, tem UNIMED.”

Quem não tem dinheiro…

MÁRIO F. S. JÚNIOR

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: