Segunda-feira, 22 de Abril de 2024 Fazer o Login

Cantinho do Mario – Paulo Henrique de Sousa Leite

sex, 12 de outubro de 2018 05:39

Abertura-cantinho

Natural de Araguari nascido aos 31 de dezembro. Pais: Agnaldo Ernane Leite e dona Neuda Silveira de Souza Leite. Casado com Luciana Carvalho Leite. Filhos: Giorgiana, Lorenzo, e dois netos: Ludgero e Luigi.

Passou a infância e juventude em Araguari; desde jovem auxiliava seu pai na Confecção. É um rapaz muito estudioso e competente, vejamos alguns detalhes de sua formação: Pós-Graduação Latu Sensu – MBA Finanças e Estratégias Empresariais – 2013 – FAGEN – Faculdade de Gestão de Negócios –– Universidade Federal de Uberlândia (MG). Graduação em Administração – 1992 – Universidade Federal de Uberlândia (MG).

Paulo Henrique de Sousa Leite

Paulo Henrique de Sousa Leite

Como experiência profissional: 2017 / 2018 – Educador, Conferencista e Consultor – JR TREINAMENTO, CONSULTORIA, REPRESENTAÇÕES LTDA ME (Empresa de Belo Horizonte orientada para a capacitação profissional):  construção didática e pedagógica e ministração de aulas junto às Pós Graduações da Faculdade Pitágoras de Uberlândia em disciplinas das áreas de estratégia, liderança, pessoas e mercado; desenvolvimento de conferências, cursos, oficinas, consultorias, palestras e seminários junto a organizações como Sebrae, CDL, Grupo Martins, Imepac, prefeitura de Belo Horizonte, entre outras.

No período de 2013 / 2016 – Diretor – Faculdade SENAC MINAS (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) Minas – Instituição de Ensino Superior no município de Contagem, grande Belo Horizonte (MG).

No ano de 2002: Pró-reitor de graduação tecnológica – UNIVERSO – Universidade Salgado de Oliveira com sede em Niterói (RJ): desenvolvimento do projeto de implantação do ensino tecnológico (Cursos Superiores de Tecnologia – Formação de Tecnólogos) nas unidades da instituição. Criação e desenvolvimento de 42 cursos de graduação tecnológica (tecnólogos) para implantação nas unidades da Universidade.

De 1993 / 2002 – Consultor Técnico – SEBRAE-MG – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Minas Gerais (Trabalhando a partir de Uberlândia-MG).

De 1998 / 1999 –Professor – SENAI – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Uberlândia (MG). Idioma inglês (Nível Intermediário) em estudo permanente. Curso de Cultura Empreendedora – BABSON PROGRAM – FOR ENTREPRENEURSHIP EDUCATORS – BABSON COLLEGE (USA).

Formação em Jogos de Empresas pelo Centro CAPE de Belo Horizonte (MG); formação no Curso EMPRETEC promovido em parceria pela ONU e pelo Sebrae com foco na cultura e na ação empreendedora. Membro benemérito do CIEE-MG – Convênio Integração Empresa-Escola – de Minas Gerais – Instituição de Promoção do Estágio.

Participante do Rotary Clube de Contagem (MG). Participante da diretoria do SINEP Minas Gerais – Sindicato das Escolas Particulares – em Contagem (MG). Conferencista Nacional nos temas de Gestão e Educação com ministração de eventos para mais de 200 mil pessoas em todo o país durante a carreira. Instrutor voluntário da ONG UDF – Universidade da Família, de Pompéia (SP).

Ufa. Ainda tem muito mais, mas a coluna é limitada. É uma história de muita luta; um exemplo pra todos nós. Um super abraço ao Paulo, seus familiares e ao Guigolindo.

 

CASOS E HISTÓRIAS PITORESCAS DE ARAGUARI

O Dagoberto, sogro do Zé, é muito politiqueiro. Durante o pleito eleitoral o cara vira uma íngua, só fala naquilo, ninguém consegue ficar perto dele.

Depois que terminaram as eleições municipais, Pedro nosso amigo, foi eleito e empossado; passados uns dois meses faleceu o irmão do sogro do Zé.

Estávamos todos lá no velório em silêncio, se aproximava da meia noite. De repente o Dagoberto que estava taciturno de cabeça baixa se levanta com os olhos brilhantes, chega perto do Zé e pergunta em alto e bom som:

-“Zé quando é que o Pedro vai tomar posse, o cara lá há dois meses e não fez nada?”

Pegos de surpresa, olhei em volta e vi aquele sorriso de mofa camuflado em todos os olhares, acho que até a viúva não se conteve.

Curioso, olhei para o Zé e pensei com meus botões:

-“E agora José?” Ele olhou para o Dagoberto e o mediu de cima em baixo e falou:

“- Acho que vou tomar um café e vazou.”

Quem não tem dinheiro…

MÁRIO F. S. JÚNIOR

1 Comentário

  1. Paulo Henrique de Sousa Leite disse:

    Super Mário Júnior, muito obrigado pelo carinho e pela consideração. Quisera lhe agradecer há tempos, mas me faltarão palavras a altura de sua nobreza e de sua disponibilidade em qualquer tempo que eu o fizer. O bem que você me fez numa fase de tantos desafios pela qual eu atravesso me trouxe muita luz sobre os vislumbres diante de mim. Que Papai do Céu lhe devolva e aos que você tanto ama em muitas, mas muitas vezes mais. Beijo no seu enorme e generoso coração.

Deixe seu comentário: