Segunda-feira, 22 de Abril de 2024 Fazer o Login

Cantinho do Mário – Major Marcelo Prodanov

sáb, 16 de janeiro de 2016 08:00

Abertura-cantinho

Natural de São Paulo, Capital, nascido aos 23 de novembro. Pais: João Lázaro Prodanov e dona Ângela Cristina Prodanov . É casado com Solange Moreno Prodanov. Filhos: Ana Carolina, estudante; Cesar Otávio estudante, e Caio Vinícius a caminho.

Fez o primário no Instituto Dom Bosco em São Paulo, o ginásio no Colégio Militar de Recife e o  colegial na Escola Técnica Federal de Pernambuco. Passou a infância e juventude em Recife.

Major Marcelo Prodanov

Major Marcelo Prodanov

 

Como seu pai foi sargento da Força Aérea Brasileira e ele estudou em um colégio militar, a influência do meio, aliada à vocação falou mais alto e decidiu-se pela carreira militar.

Preparou-se e fez concurso  para a Escola Preparatória de Cadetes do Exército, foi aprovado e ingressou em 1992. Saiu como Aspirante a Oficial da Academia das Agulhas Negras em 1996, onde fez o Curso de Engenharia Militar, sendo destacado para servir em Natal no Sétimo Batalhão de Engenharia e Combate, onde permaneceu por quatro anos quando  foi promovido a Segundo  e Primeiro Tenente respectivamente.

Posteriormente, foi transferido para Cruz Alta – RS, onde serviu por três anos e foi promovido a Capitão. Atendendo a sistemática militar foi para o Rio de Janeiro se preparar na Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais do Exército; terminado o curso foi designado para servir em Cuiabá – MT, onde permaneceu até 2011, sendo promovido a major em 2010.

Serviu em uma missão de desminagem (retirada de minas terrestres) na Colômbia e foi novamente transferido para Campo Grande – MS,  onde permaneceu por três anos servindo ao Terceiro Grupamento de Engenharia.

Em 2014, serviu em uma missão no Haiti, ocupando o cargo de Subcomandante da Companhia  de Engenharia. No ano de 2015, foi transferido para Araguari para ocupar o cargo de Subcomandante do Batalhão Mauá, cargo que exerce até hoje.

Recebeu diversas comendas e medalhas em sua carreira, das quais destacamos algumas: Medalha de Prata, (20 ou mais anos de serviços prestados ao Exército), Mérito Amazônico Prata, Medalha Marechal Trompovscky, Medalha de Bronze Corpo de Tropa, Medalha da Vitória e outras.

Este é apenas um resumo da história e da trajetória profissional do Major Marcelo o que nos dá uma pálida ideia da vida militar, eivada de sacrifícios dedicação e muito suor. No que tange a segurança, nossa nação está em boas mãos. Sou um admirador das Forças Armadas que estão presentes em todos os momentos e representam um patrimônio para nosso país. Um abraço ao meu novo amigo que é um exemplo de cidadão e profissional.

CASOS E HISTÓRIAS PITORESCAS DE ARAGUARI

Esta foi forte e segundo o Zé, verdadeira. O Pedro tinha três filhos, dois casados, formados e o bronco do Tonho, que era incansável, só fez o primário, trabalhava de Sol a Sol.

Tinha camionete importada e vivia emprestando dinheiro para os irmãos, mas era solitário; sua vida se resumia na fazenda. Seu pai ficou sabendo que o Tonho com quarenta anos de idade não conhecia mulher; aquilo foi um choque.

Decidido e ferido em seu orgulho tratou com alguns amigos que o  levaram  a uma casa suspeita para conhecer o bicho mulher. O Tonho ficou deslumbrado e quando viu aconteceu.

Passados dois anos do fato, o Tonho vira e mexe vai até a casa suspeita. Resultado: o pasto que estava cheio de gado, está às moscas, a camionete  importada virou uma pick up 95, taiáda que faz dó. E o que é pior quase não trabalha e não paga ninguém.

Aí seu pai foi chorar para o Zé:

“-Não sei o que virou a cabeça desse menino !!!!”   O Zé coçou a cabeça e disse para o espanto do Pedro:

“-É aquele bicho que come terra.” Quem não tem dinheiro…

MÁRIO F. S. JÚNIOR

5 Comentários

  1. Adriana Motta disse:

    Tive o prazer de conhecer este homem é um exemplo de bondade.
    Parabéns Marcelo Prodanov pela sua garra.

  2. Ana Carolina disse:

    “Exemplo”… só se for de ser humano a não ser seguido
    Rsrsrs
    Me poupe!

  3. RANIERE GOMES DIAS disse:

    Ele foi meu tenente em 99 aqui em natal

  4. Marcos Sena de Medeiros disse:

    Ele foi tenente na CEP do 7º Becom no ano (1997) em que servi o exercito, nos repassou muitos ensinamentos, parabéns por sua brilhante trajetória militar.

  5. Emanuel Elias disse:

    Tive a honra de servir com o Tenente Prodanov aqui em Natal RN no ano de 1998

Deixe seu comentário: