Segunda-feira, 22 de Abril de 2024 Fazer o Login

Cantinho do Mário – José Roberto Sobrinho

sáb, 20 de outubro de 2018 05:23

Abertura-cantinho

Nascido em Santo André/SP, em 19 de novembro. Filho mais novo de um metalúrgico e de uma dona de casa, começou a trabalhar cedo. Aos sete anos de idade, com um espírito empreendedor, iniciou sua jornada profissional através da venda de sorvetes. Depois, passou a comprar doces e amendoins para revenda em vários pontos do Grande ABC.

Sua intenção era conquistar a independência financeira e ter dinheiro para ir ao cinema nos finais de semana. Além disso, com o que sobrava, ajudava sua mãe nas despesas de casa. Aos onze anos foi trabalhar em uma casa de redes para pesca e, aos treze, teve seu primeiro registro como office-boy de uma óptica em Santo André. Ali aprendeu a consertar e vender óculos, além de ler receitas médicas.

José Roberto Sobrinho

José Roberto Sobrinho

Dos dezoito aos vinte anos trabalhou em mais duas ópticas como montador, chegando ao posto de gerente. Aos vinte e um anos, decidiu tocar o próprio negócio, montando um comércio de óptica, fotos e vídeo. Sentindo a necessidade de uma especialização, fez um curso técnico de óptica e contatologia, o qual é obrigatório para quem tem este tipo de comércio.

Casado desde a década de 80 e pai de três filhos, decidiu em 1997 mudar de São Paulo para uma vida pacata no interior de Minas Gerais. A cidade escolhida foi Cascalho Rico. O pequeno município do interior mineiro despertou sua paixão logo no primeiro encontro.

Embora tenha sido uma mudança drástica para um estilo de vida simples e sem a agitação da cidade grande, ali viveu feliz com sua família por cinco maravilhosos anos. Durante esse período, encontrou na fotografia o seu “ganha-pão”, ficando conhecido como “Roberto Retratista”.

Um de seus trabalhos incluía tirar fotos das sedes das fazendas e, com elas, montar relógios de paredes. Além disso, através da fotografia, participava do cadastro dos trabalhadores rurais envolvidos nas atividades das plantações.

Em 2001, com o objetivo de encaminhar os filhos nos estudos, mudou-se para a cidade de Araguari. Chegando aqui, sentiu-se um pouco perdido do ponto de vista profissional. Um dia, trabalhando com seu colega Bruno, do Foto Geraldo, reparou que os óculos dele estavam tortos e precisavam de um ajuste. Incomodado com a situação, pediu para ajustar seus óculos, um Ray-Ban solar original.

Assim que finalizou o ajuste, Bruno adorou o resultado e, impressionado com sua habilidade, indagou ao colega porque ainda estava no ramo da fotografia, quando poderia estar fazendo aquele tipo de trabalho, inédito em Araguari e região.

Com o incentivo de seu colega e com a ajuda de Deus, criou coragem e investiu suas pequenas economias no novo projeto. Montou sua própria loja de consertos de óculos. O negócio prosperou bastante e hoje, além do conserto, conta também com reformas, troca de lentes, montagens de óculos novos etc.

Autodidata por natureza, com a ajuda de Deus, José Roberto não teve professores e os vários cursos que fizera deram apenas a base do conhecimento que viria a construir. E o mais importante: ama o que faz.

O José Roberto é o proprietário do Hospital dos Óculos, localizado ali na rua Samuel Santos, 398, fone: 3241-2060, ama Araguari de paixão e sempre nos recebe com aquele sorriso.

Gente muito boa e trabalhadora, competente no que faz. De vez em quando estamos nos socorrendo com ele quando quebra uma armação e outros. Um super abraço.

CASOS E HISTÓRIAS PITORESCAS DE ARAGUARI

Nesta época de política nos lembramos do que diz a lenda em Araguari:

*Havia um candidato que distribuía dentaduras aos seus eleitores, outro que teve dois votos quando os mesmos eram por cédula. Entrou na Justiça e o Juiz mandou recontar; caiu para um, só ele votou nele, nem a mãe.

*Contam que havia aqui um político famoso chamado Jeová e que em seus comícios comparecia muita gente que gritava: “Jeová! Jeová! Jeová.” Porém, aqueles que ficavam no fim da multidão não ouviam direito e gritavam “Gervásio.” Por isso tem muita gente aqui batizado com esse nome.

*Que certo prefeito daqui comprou um par de sapatos Scatamacchia (não sei se escreve assim) com o dinheiro da prefeitura. Questionado pelo tesoureiro onde devia debitar a despesa ele pensou e mandou: “-Debita calçamento.”

E muitas outras…

Quem não tem dinheiro…. E viva Araguari, como amo essa terrinha.

MÁRIO F. S. JÚNIOR

2 Comentários

  1. Leandro Roberto dos Santos disse:

    Fora ele ser meu tio com quem convive muitas alegrias em minha infância, foi o cara que me ensinou mais um novo ofício que com muita honra quis apreender mesmo tendo a formação em Engenharia de Produção. Onde hoje tvenho amadurecendo a ideia de seguir com este ofício em trabalhar em uma ótica, onde me sinto realizado e feliz em tratar do bem estar das pessoas.

  2. Nadir Daniele disse:

    Que orgulho por ele ser meu tio e por estar recebendo esta homenagem da cidade que ele escolheu para viver e prosperar mais ainda em sua profissão.

    Obrigada sempre titio!!!

Deixe seu comentário: