Segunda-feira, 22 de Abril de 2024 Fazer o Login

Cantinho do Mário – José Felipe de Oliveira Mujalli

sáb, 7 de novembro de 2015 08:43

Abertura-cantinho

Natural de Araguari, nascido aos 22 de junho. Pais: Natal Mujalli e dona Maria Cândida de Oliveira Mujalli. É casado com a senhora Juçara Batista de Paula Mujalli. Filhos: Luiz Felipe, estudante de Direito e formado em Ciências Aeronáuticas; Luciana, bacharel em Direito e se formando em Ciências Biológicas.

 José Felipe de Oliveira Mujalli

José Felipe de Oliveira Mujalli

Passou a infância e juventude em Araguari. Iniciou o curso primário na Escola São José e terminou no Externato Santa Terezinha. O curso ginasial foi feito na Escola Estadual Professor Antonio Marques e Colégio Regina Pacis e o  colegial no Colégio Diocesano em Uberaba. Formou-se em Direito no ano de 1979, pela FIUB – Faculdades Integradas de Uberaba, posteriormente denominadas UNIUB. Fez especialização em Direito do Trabalho, Agrário e Comercial.

É advogado militante há vários anos em Araguari, com escritório na avenida Coronel Theodolino Pereira de Araujo, 1273, sala 510 no 5º andar. Representou diversas empresas, hoje atua de forma mais independente, embora seja constantemente procurado por várias empresas.  Seu primeiro emprego foi na Empresa Cortimpex com o Mário Nasciutti. No período em que esteve em Uberaba foi diretor Administrativo do Colégio Diocesano, fundou uma empresa de cobranças  que chamou  Ecobran  vinculada a uma financeira de Brasília denominada Ciclo onde trabalhou por alguns anos.

Um dia veio passear em Araguari para matar saudade dos parentes e amigos e conheceu sua esposa Juçara que era funcionária de um banco, foi amor a primeira vista, mudou-se de mala e cuia para cá. Trabalhou uns três anos com o Dr. Nilvio de Oliveira Batista que o auxiliou na transição.

É amante da aviação desde criança. Em 1986, incentivado pela era dos ultraleves em Araguari, comprou um e doze aulas depois pilotava para todo lado. Mas não foi só refresco; fez diversos pousos forçados, passou mil e um apertos, mas nunca se acidentou. Finalmente fez curso para piloto e foi declarado apto para voar e então mudou de fase: adquiriu um aeroplano Arrow de sociedade com o nosso amigo Wanderley Soncine e viajaram pelo Brasil inteiro.

Achou que era hora de ter seu próprio avião, então adquiriu  um Cherokee 140, que lhe passou um baita susto: um dia depois da manutenção o motor parou durante um voo e teve que fazer um pouso forçado. Os entendidos dizem que se ele não fosse um exímio piloto e experiente, essa hora seria nome de rua.

Esse é o José Felipe, excelente profissional, destemido, aplicado e  competente em tudo que faz. É um cara legal e fraterno, mas de avião eu não pego carona com ele.

Um super abraço ao meu amigo que põe o Indiana Jones no chinelo. Quem o conhece sabe o que digo.

CASOS E HISTÓRIAS PITORESCAS DE ARAGUARI

O Zé fez questão que eu publicasse essa mimosa estória que ele afirma que aconteceu em Araguari no tempo que amarravam cachorro com linguiça.

Antigamente, se um rapaz tivesse relação sexual com uma menor de 18 anos tinha que se casar, do contrário seria  preso  e o delegado decidiria.

A Ritinha era uma linda moçoila de 17 anos, mas um tanto simplória. Um dia contou pra mãe o que aconteceu entre ela e o Tonho. Dona Maria bufando de raiva levou a Ritinha até delegacia e fez a queixa ao próprio delegado que ouviu a estória sisudo.

Depois do relato o delegado perguntou a Ritinha:

“-Quando é que o Tonho fez mal pra você?”

Ela muito esperta respondeu:

“-Antionti, onti, hoje e já marquemo pra amanhã.” O delegado pego de surpresa deu a maior gargalhada. Dona Maria escandalizada deu um grito: “-Ritinha!” Aí a garota revirando os olhos disse:

-“Há mãe, se a senhora soubesse!!!”

É…quem não tem dinheiro….conta história.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: