Segunda-feira, 22 de Abril de 2024 Fazer o Login

Cantinho do Mário – Ederson Campos França

sáb, 5 de setembro de 2015 08:13

Abertura-cantinho

Natural de São João do Meriti – RJ, nascido aos 24 de junho. Pais: Roberto Martins França e dona Iolanda Campos França. Solteiro. Veio para Araguari com cinco anos de idade acompanhando seus pais. Passou aqui a infância e a juventude.

 EDERSON CAMPOS FRANÇA


EDERSON CAMPOS FRANÇA

Fez o primário  na Escola Estadual José Carneiro da Cunha, ginásio e colegial na Escola Estadual São Judas Tadeu. Conheceu a prática da Capoeira no  CAIC – Centro de Atenção Integral a Criança “Dr. Arcino Santos Laureano”.

Passou por várias escolas até se formar como professor pela Rede Nacional de Capoeira do Cerrado em Uberlândia. Ministrou Capoeira em todos os Centros de Referência e Ação Social – CRAS da cidade.

É presidente de uma equipe de luta que se denomina ATAQUE; coordenador do projeto ‘Movidos Pela Capoeira’ que atende  crianças e adolescentes. Coordenou um projeto de Capoeira em Monte Alegre de Minas; trabalhou no Centro de Referência Negra ‘Rainha Benedita’ na Área de Cultura, aqui em Araguari.

Atualmente é também coordenador do Céu das Artes no Monte Moriá e tem Oficina de Capoeira atendendo as crianças do bairro.

Dias 11, 12 e 13 de setembro, estará no Rio de Janeiro fazendo um Curso de Especialização Para Deficientes Físicos, Ensino Infantil e Pré-escolar. Participará do Campeonato Nacional de Capoeiras representando Araguari nos dias 19 e 20 de setembro deste ano.

Definições de Capoeira: “é a expressão Cultural Brasileira baseada na cultura popular e música desenvolvida no Brasil principalmente pelos afrodescendentes de escravos africanos”.

É um esportista muito ativo; mostrou-me uma pasta com diversos certificados de conclusão de cursos, diplomas,  fotos e recortes de jornais diversos comprovando sua participação e atividade por esse Brasil afora. O que impressiona no Ederson é seu envolvimento e aplicação com a Capoeira que, sem sombra de dúvidas, é a sua vocação. É muito conhecido na cidade de Araguari e região por sua participação efetiva em torneios de capoeira.

Não entendo muito do esporte, mas sei que é muito difundido no Brasil e exterior. Temos que valorizar as artes oriundas de nossa terra, pois os outros países fazem de tudo para que seus hábitos culturais sejam reconhecidos. Precisamos ser mais ativos; ter um pouco mais de patriotismo que, aliás, é uma palavra que anda esquecida.

Um super abraço ao Ederson.

 

CASOS E HISTÓRIAS PITORESCAS DE ARAGUARI

O Pedro nos contou que desde criança ouvia vozes dizendo que eram espíritos de pessoas que haviam vivido sobre a Terra e nunca se preocupou muito com isso.

Notou que estas vozes em muitos casos foram verdadeiras inspirações em sua vida, sugerindo e alertando. Um dia,  pela amizade, contou para o Zé que possuía esse dom.

O Zé, todos conhecem. Imediatamente cresceu os olhos e pediu ao Pedro para fazer um teste. Foram até um bicheiro e fizeram uma ‘fé’ baseada no palpite das vozes. Não deu outra: o bicho saiu na cabeça.

Repetiram as apostas consultando as vozes  e ganharam um bom dinheiro. Como o saco da ambição não enche, o Zé vendeu sua lambreta e pediu para o Pedro apostar tudo.

Nesse dia o Pedro notou que era uma voz diferente que lhe falava aos ouvidos, falou com o Zé, mas cego pela ambição disse para mandar brasa. Não deu outra, perderam. O Zé desenxabido perguntou ao Pedro:

“-Será que você poderia perguntar para essa voz quem é ela?” Aí o Pedro disse que ouviu um risinho e a voz lhe respondeu:

“-Sou a mãe do bicheiro!”

Bem que o Moisés avisou rs rs rs. Quem não tem dinheiro…

 

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: