Segunda-feira, 22 de Abril de 2024 Fazer o Login

Cantinho do Mario – Dickson Modesto

sáb, 12 de janeiro de 2019 05:26

Abertura-cantinho

Natural de Araguari, nascido aos 3 de dezembro. Pais: Crispim Modesto e dona Violeta Modesto. É casado com Iris Vieira Modesto. Filhos: Aparecida, Aposentada da Caixa Econômica Federal e Dickson Jr. Funcionário do Conservatório Estadual de Uberlândia.

O meu amigo passou a infância e juventude em Araguari, sempre alegre e brincalhão, era um boa praça. Muito jovem ajudava seu pai, nosso saudoso Crispim, no atendimento do Bar do Povo de sua propriedade que ficava ali na esquina da rua Joaquim Modesto com Rui Barbosa, fazendo frente para a praça João Pinheiro hoje, Farid Nader. Trabalhou lá por cerca de quinze anos.

Depois se casou e resolveu trabalhar por conta própria e comprando um estabelecimento comercial que ficava ali na rua Marciano Santos colado na Livraria São José. Naquele local ficou famoso, criou um sanduíche de pão francês que encantava e deliciava quem o consumisse. Eu e meus amigos tínhamos ponto certo todos os dias depois da faculdade.

Conheci pessoas que deixavam de jantar em restaurante para comer o delicioso sanduíche do Dickson, viajantes e mesmo turistas que aportassem por aqui faziam ponto lá.

Depois de uns quinze anos, se não me engano, o proprietário precisou do ponto onde instalou uma subagência do Correio e ele fez suas malas. Na época inovou: mandou construir um trailler adaptado à suas necessidades tipo “tut’s dog” e continuou fazendo os sanduíches. Os fregueses de carteirinha faziam fila, trabalhou mais uns quinze anos e se aposentou.

Durante sua vida ensinou àqueles que trabalharam com ele a fazer a guloseima; ele nunca foi egoísta. O martelo todo desgastado com que batia os bifes foi parar numa moldura depois de muitos anos de serviço.

É membro da Assembleia de Deus Missões há 38 anos. Deixou uma história em Araguari, talvez os mais novos não se lembrem dele, mas nós jamais o esqueceremos; foi muito bom enquanto durou.

Um abraço ao Dickson que hoje goza de sua merecida aposentadoria.

CASOS E HISTÓRIAS PITORESCAS DE ARAGUARI

No passado Araguari era terra de Passarinheiro, Pescador, Caçador e outros mentirosos. Hoje não sei.

Meu pai era criador de pássaros e “catireiro”, como chamavam na época. Suas gaiolas ficavam expostas no quintal da casa durante todo o tempo. Numa bela noite dois amigos do alheio resolveram fazer uma limpa na coleção do meu pai.

Pularam o muro dos fundos carregando consigo duas gaiolas com pássaros que haviam roubado e um saco cheio de panelas e outros badulaques. O que não contavam era com o “Charlie e a Marusca” dois cães policiais bravos daquele tanto que os puseram pra correr.

Na fuga, deixaram o resultado de outros furtos pra trás. Meu pai, amigo do Delegado, lhe contou o ocorrido e foi aconselhado a aguardar queixa para devolver o presente, mas isso jamais aconteceu.

Quem não tem dinheiro….

Mário f. S. Júnior

 

1 Comentário

  1. Valdeci Mendes Rodrigues disse:

    Eu tive o prazer de conhecer e deliciar por muitas vezes conheci todos da família trabalhava com seu irmão Edson recordo de Hudson Richard Ze´Maria tomei muito café no bar do Crispim na época quem tocava o Bar era o Joaqui
    Bons Tempos

Deixe seu comentário: