Segunda-feira, 22 de Abril de 2024 Fazer o Login

Cantinho do Mário – Capitão Décio Antônio Kozievitch

sáb, 21 de novembro de 2015 08:29

Abertura-cantinho

Natural  de Itaiópolis – SC. Nascido aos 27 de fevereiro. Pais: Antonio Kozievitch e dona Edwiga Kozievitch. É casado com Luciane Amorim Kozievicth. Filhos: Carolina, formada em Direito e Lucas, Militar.

.

Capitão Décio Antônio Kozievitch

 

Alistou-se no Exército em 1981. No mesmo ano fez curso para cabo e foi aprovado. No ano seguinte passou no exame de seleção para Sargento Temporário, ao término do curso foi aprovado na UFU no curso de Educação Física. Enquanto estudava fez concurso para Sargento das Armas, passou, após se formar em Educação Física foi para Três Corações –MG fazer o curso de Sargento de Carreira. Voltou para Araguari em 1987 após sua formatura e passou no vestibular da FAFI, Faculdade de Filosofia de Araguari, formando-se em Letras em 1991.

Permaneceu na formação e instrução de Soldados durante dez anos, ele calcula que preparou cerca de 5.000 soldados. Em seguida foi promovido a 2º Sargento indo trabalhar na área administrativa do 2º Btl Fv.  Em 1995, foi destacado para trabalhar na Ferrovia Norte Sul, onde permaneceu por um ano. Posteriormente trabalhou na implantação de uma rodovia no Morro da Garça – MG.

Em 1998, foi promovido a 1º Sargento. Neste mesmo ano participou de uma seleção a nível nacional para participar de uma missão humanitária para retirada de minas terrestres. Devido ao seu curriculum, e habilitação em Inglês e Espanhol, foi o único escolhido a nível Brasil para essa missão.

Durante o ano de 2001 conviveu com os horrores do pós- guerra naquele país, tendo contato com pessoas feridas, traumatizadas e mutiladas pelas minas. Em 2005, foi promovido a Sub-Tenente. Em 2006, foi selecionado para a missão do Haiti para trabalhar como tradutor e intérprete  naquela missão de paz da ONU.

Em 2011, foi promovido a 2º Tenente. Em 2012,  novamente selecionado para outra missão no Haiti na condição de tradutor e intérprete, nesta ocasião foi promovido a 1º Tenente. Em 2015, foi promovido a Capitão.

Hoje trabalha no Departamento de Pessoal civil e militar e tem previsão de ir para a reserva no fim do ano de 2016.

Durante sua carreira recebeu diversas condecorações, entre elas: Soldado da Nicarágua, Membro da OEA, Medalha da Junta Interamericana de Defesa, Medalha da ONU, Medalha do Pacificador e Ordem do Mérito Militar, todas por mérito. Tem quase uma centena de medalhas esportivas em várias modalidades. É maçom pela Loja Maçônica União Araguarina, Espírita praticante e dedicado.  É uma excelente pessoa, competente em tudo que faz além de amigo e caridoso.

Acredito que, quando der baixa, o Exército perderá uma de suas colunas. Um super abraço ao meu amigo e irmão. Muito bom ter lhe conhecido, que vida exemplar.

CASOS E HISTÓRIAS PITORESCAS DE ARAGUARI

Conta o Zé que a corrupção é uma coisa muito antiga na política brasileira. Certo prefeito no tempo em que se amarrava cachorro com linguiça foi a São Paulo a serviço da Prefeitura e aproveitando a ocasião, comprou um sapato Scatamarchia, (acho que se escreve assim).

Ao retornar, entregou a nota ao tesoureiro e mandou debitar na conta do erário. Complicado, o tesoureiro perguntou:

“- Qual é a conta, senhor?” O Prefeito confiante respondeu com um sorriso.

“- Debita pro calçamento.”

Quem não tem dinheiro…

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: