Sexta-feira, 02 de Fevereiro de 2024 Fazer o Login

Cadastro de candidatos à doação de medula óssea acontece na próxima terça-feira

sex, 2 de fevereiro de 2024 08:05

Da Redação

No Brasil a chance de encontrar medula compatível é de uma em cem mil
Divulgação

A medula óssea é um tecido líquido que ocupa o interior dos ossos, sendo conhecida popularmente por ‘tutano’. Nela são produzidas as partes do sangue, por esse motivo é considerada a fábrica do sangue. O transplante de medula óssea é a substituição de células doentes por células saudáveis. É bom mencionar que, as células sadias podem ser obtidas de um doador ou do sangue de cordão umbilical.

A doação de medula óssea é um ato de solidariedade e pode ajudar pacientes que têm o transplante como única chance de cura, tratamento indicado para pacientes com doenças de sangue, como leucemia, linfomas e alguns tipos de anemia.

Segundo o Ministério da Saúde, no Brasil a chance de encontrar medula compatível é de uma em cem mil, por isso, quanto maior o número de doadores cadastrados, maiores as chances dos pacientes.

Sabendo disso, no dia 6 de fevereiro, a Fundação Hemominas promove cadastro de candidatos à doação de medula óssea. A ação acontece das 7h30 às 11h, no 8º Pelotão do Corpo de Bombeiros, localizado na avenida Santos Dumont, 739, bairro Parque Flamboyant. A previsão é que 200 pessoas compareçam e efetuem seu cadastro.

Para fazer o cadastro é preciso: apresentar documento oficial de identidade com foto; preencher os formulários para o cadastramento; ter entre 18 e 55 anos, boa saúde e não apresentar doenças infecciosas ou hematológicas.

Conforme o Hemominas, os candidatos receberão todos os esclarecimentos sobre o processo de doação e, em seguida, é colhida uma pequena amostra de sangue (cerca de 5 ml) que será submetida ao exame de classificação da medula (HLA). O resultado da tipagem HLA e os outros resultados dos exames de Histocompatibilidade/Imunogenética serão incluídos no Redome, coordenado pelo Laboratório de Imunogenética do Instituto Nacional do Câncer – Inca, do Ministério da Saúde.

No momento da doação da amostra de sangue, o candidato assina um Termo de Consentimento com orientações sobre o que é o transplante de medula óssea e fica ciente que: deve encontrar-se em bom estado de

saúde e o resultado dos exames de compatibilidade (HLA) não estará disponível para ele.

Ressalta-se que, quando surgir compatibilidade do candidato com algum dos pacientes que aguardam o transplante, novos procedimentos vão assegurar a efetivação da doação. O Inca mantém em sigilo a identidade do paciente.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: