Domingo, 19 de Maio de 2024 Fazer o Login

Audiência objetiva solicitar aos Correios a entrega de correspondências nos conjuntos habitacionais

sáb, 18 de janeiro de 2014 00:46
A audiência contou  com participação de  representantes dos  conjuntos habitacionais (residenciais Portal de Fátima, Monte Moriá, Canaã e Nova Morada) que expuseram sua indignação. Foto: João Carlos

A audiência contou com participação de representantes dos conjuntos habitacionais (residenciais Portal de Fátima, Monte Moriá, Canaã e Nova Morada) que expuseram sua indignação. Foto: João Carlos

MEL SOARES – Conforme informado pelos vereadores proponentes da ação Wesley Lucas Mendonça e José Ricardo Resende, ambos do PPS, o objetivo principal da audiência pública realizada nesta quinta-feira, 16, foi o de ajudar os moradores dos conjuntos habitacionais que, desde a sua ocupação não recebem correspondências em suas residências.

De acordo com o vereador Wesley Lucas, apenas o Residencial Madri conta com o atendimento dos Correios, porém é feito somente aos sábados. “A população do Madri (primeiro conjunto habitacional formado no município) passou a contar com o serviço após uma ação deflagrada no Ministério Público por meio da Curadoria de Defesa do Consumidor”, informou.

Em relação às dúvidas quanto à responsabilidade do transtorno, o secretário de Planejamento Nilton Eduardo Castilho afirmou que a parte da prefeitura está resolvida em relação aos nomes das ruas e CEP. Para minimizar os fatos, a prefeitura se propôs a disponibilizar os funcionários e veículos para promoverem as entregas, pelo menos aos sábados, entretanto, o representante dos Correios ficou de analisar sobre esta possibilidade.

No final da reunião, representantes dos Correios afirmaram que serão tomadas as providências e, em 90 dias, os Correios prestarão o serviço, pelo menos aos sábados.

Em entrevista, o vereador Wesley Lucas disse que a Câmara dos Vereadores espera que o prazo seja cumprido. “Estou extremamente indignado com as justificativas apresentadas pela equipe dos Correios, quando dizem que não é possível planejar a estrutura funcional da empresa para atender as novas demandas, uma vez que estamos em pleno século XXI. Sendo que o próprio governo federal através da Caixa Econômica autoriza a implantação dos projetos Minha Casa Minha Vida e possui a quantidade definida de residências a serem construídas”, desabafou o vereador.

A audiência contou com a presença dos vereadores Carlos Machado (PDT), Rafael Guedes (SD), José Miranda (PR) e Paulo do Vale (PV).

Próximos passos

Além de manter a representação no Ministério Público, será encaminhada cópia da ata de audiência para os deputados federais da região. “Acreditamos que não só Araguari, mas outras cidades possam estar sofrendo com este desrespeito precisando de uma ação na esfera federal. Também será marcada audiência no Ministério das Comunicações, no intuito de levar a indignação dos moradores para que eles agilizem a liberação de concursos ou contratação emergencial fazendo com que os direitos dos moradores sejam cumpridos”, concluiu.

1 Comentário

  1. Claudio disse:

    E uma vergonha, você adquire uma casa com muita luta, e continua sem endereço. os Correios ja deveria ter sido privatizado a muitos anos, aí teríamos um serviço de qualidade.

Deixe seu comentário: