Terça-feira, 23 de Abril de 2024 Fazer o Login

Araguari registra alta na contratação de empregos com carteira assinada em fevereiro

qui, 20 de março de 2014 14:16

DA REDAÇÃO – Araguari continua em boa fase para a geração de empregos. Em fevereiro, foram 1.017 contratações e 847 desligamentos, representando um saldo positivo de 170 novas vagas. O resultado é superior ao do mês passado, que teve 938 admissões e 908 baixas. As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho e Emprego.

O bom desempenho fez o município saltar da 44ª colocação para a 25ª na evolução do emprego formal em municípios com mais de 30 mil habitantes, subindo 19 posições.

O setor com melhor desempenho foi a agropecuária, com saldo positivo de 47 vagas. Logo atrás vem o comércio, com saldo positivo de 46 vagas. No mês passado, esse havia sido o único a fechar em baixa, com 262 desligamentos e 210 admissões, devido ao fraco movimento no varejo. A recuperação veio com 243 contratações e 197 baixas.

A área de serviços (transporte, alimentação, atendimento médico, odontológico e veterinário, manutenção, técnicos e de comunicações) aparece bem, com 232 novos empregos e 189 baixas. Isso corresponde a um saldo positivo de 43 vagas criadas.

A indústria é o setor que mais emprega, com 276 novas vagas e 248 baixas. A construção civil figura com 135 novos postos contra 126 desligamentos.

Minas Gerais

O Estado de Minas Gerais gerou, em fevereiro deste ano, 22.714 novos postos de trabalho ante os 9.924 verificados no mesmo mês de 2013. Isso representa um aumento de 128,8% na comparação entre um período e outro. A capital Belo Horizonte desponta como a que mais contribuiu com novas contratações, 5.663 no total.

Brasil

Em âmbito nacional, os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) revelam que, no Brasil, 260.823 empregos formais (com carteira assinada) foram criados em fevereiro. O resultado é 111% superior ao registrado em fevereiro do ano passado, quando foram criados 123.446 mil postos.

O ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, avaliou a situação da alta de empregos como algo que deverá ser constante. “Em 2014, o emprego não vai diminuir. Pelo contrário, vai garantir a irrigação da nossa economia por muito tempo ainda. Agora, temos que qualificar esse emprego para ter competitividade e disputar a supremacia mundial”, disse. Em 2014, a meta do MTE é alcançar entre 1,4 milhão e 1,5 milhão de novos empregos.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: