Terça-feira, 23 de Abril de 2024 Fazer o Login

Araguari registra 427 notificações de dengue neste ano

qua, 12 de abril de 2023 08:05

Da Redação

A Secretaria de Saúde intensifica as ações de combate à dengue no município

No dia 10, a Secretaria de Estado de Saúde divulgou um Boletim Epidemiológico de Monitoramento dos casos de dengue, chikungunya e zika. Conforme as informações, até esse dia foram registrados 178.463 casos prováveis (casos notificados fora os descartados) de dengue, sendo que 69.454 casos foram confirmados para a doença. São 27 óbitos confirmados por dengue no estado e 88 mortes sob investigação.

Com relação à chikungunya, foram apontados 43.276 casos prováveis, sendo 14.945 confirmados. Até o momento, foram confirmados 8 óbitos por chikungunya no estado e 15 estão em investigação.

No que se refere à zika, foram registrados 200 casos prováveis, sendo que 14 foram confirmados. Não há óbitos por zika em Minas Gerais, até o momento.

Ainda, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, em Araguari, até o dia 10 de abril foram registrados 427 casos prováveis dengue e 61 de chikungunya. Até o momento, não há nenhum óbito confirmado para essas doenças no município.

Dentre as ações indispensáveis para evitar a reprodução do mosquito Aedes aegypti, estão: verificar se a caixa d’água está bem tampada; deixar as lixeiras bem tampadas; colocar areia nos pratos de plantas; recolher e acondicionar o lixo do quintal; limpar as calhas; cobrir piscinas; tapar os ralos e baixar as tampas dos vasos sanitários; limpar a bandeja externa da geladeira; limpar e guardar as vasilhas dos bichos de estimação; limpar a bandeja coletora de água do ar-condicionado; cobrir bem a cisterna; cobrir bem todos os reservatórios de água; usar repelente contra o mosquito; em ambientes internos, ligar o ar condicionado, ou usar telas de proteção em portas e janelas.

Ontem, 11, a reportagem da Gazeta entrou em contato com Euzébio dos Santos, coordenador do setor de Zoonoses para saber quais são as providências que estão sendo tomadas para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. De acordo com ele, o fumacê continua passando, as ações de Educação e Saúde estão sendo realizadas em diferentes locais pelo município. Essas ações englobam visitas, orientações e eliminação dos focos de dengue. “Encontramos muitos focos de dengue nas casas. Intensificamos as visitas domiciliares, orientando os moradores para não deixarem em suas residências, nenhum objeto que possa ser criadouro do mosquito”, explicou.

Segundo a prefeitura, o cidadão que tiver alguma dúvida sobre a dengue pode entrar em contato com a Secretaria de Saúde, localizada na rua Doutor Afrânio, 163 ou pelo telefone 3690 3168.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: