Domingo, 19 de Maio de 2024 Fazer o Login

Ao invés de 66 municípios, Região Metropolitana pode ter apenas 20, segundo estudo

sex, 6 de dezembro de 2013 20:18
Liza Prado aguarda estudo de viabilidade da Região Metropolitana. Foto: Divulgação

Liza Prado aguarda estudo de viabilidade da Região Metropolitana. Foto: Divulgação

DA REDAÇÃO – A Região Metropolitana do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba (RMTRIAL) poderá envolver apenas 20 municípios. É o que aponta o estudo de viabilidade técnica apresentado na semana passada aos representantes das cinco associações microrregionais envolvidas no projeto. No entanto, ainda não se sabe o peso que o levantamento terá na redação final da proposta, que tramita na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

O vice-reitor da UFU, Eduardo Nunes Guimarães, é o responsável pelo estudo que apontou a criação da RMTRIAL com um anel de até 20 cidades no núcleo entre Uberaba, Uberlândia e Araguari. Os demais municípios fariam parte do colar metropolitano, mas não estariam inseridos na metrópole. Em entrevista ao Jornal da Manhã, da cidade de Uberaba, ele explicou que nem todos os 66 municípios presentes na proposta original possuem o mesmo contexto histórico e cultural, apesar de pertencerem à mesma segmentação geográfica dentro do Estado.

A decisão final será política. Para a autora do projeto, a deputada estadual Liza Prato (PROS), o estudo comprovou que a metrópole do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba tem potencial para ser consolidada, mas ainda não se posicionou sobre o tamanho da RMTRIAL. No entanto, o estudo de viabilidade ainda não foi disponibilizado para a deputada.

O documento técnico precisa ser anexado ao projeto da região metropolitana para a continuidade da tramitação na ALMG. Liza Prado quer incluir o projeto para votação ainda este ano, que poderá ou não esbarrar no cronograma da Assembleia.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: