Terça-feira, 16 de Abril de 2024 Fazer o Login

Adoção de equinos gera economia para o município de aproximadamente R$10 mil por mês

ter, 5 de março de 2024 08:06

Da Redação

Hoje a adoção de equinos acontece rapidamente
Divulgação

Ter um animal de estimação é uma oportunidade de ter um amigo que será parte importante da vida de seu tutor. Adotar um cavalo é uma alternativa ótima para as pessoas que preferem animais mais sensíveis, que valorizam a beleza e as grandes virtudes dos equídeos.

Ressalta-se que, a adoção de um cavalo é uma atitude que pode proporcionar grandes benefícios, tanto para o adotante quanto para o animal adotado. Por outro lado, alguns aspectos devem ser considerados, embora um cavalo possa ser um animal de estimação, ele deve ter um

amplo espaço disponível. Além disso, o tutor deve ter tempo suficiente para cuidar dele e capacidade econômica suficiente para atender a todas as necessidades do animal. No entanto, o fator econômico não deve limitar a intensão do candidato a tutor, de modo especial, se for considerar que muitos desses passaram por maus momentos.

 

Sabendo dos benefícios da adoção de animais de grande porte, no fim do ano passado, a Prefeitura de Araguari, através da Secretaria de Agricultura promoveu o preenchimento de proposta de adoção de animais de grande porte (equinos).

 

É bom mencionar que, os animais que são encontrados soltos nas ruas são acolhidos no Curral Municipal, onde recebem alimentação adequada em um ambiente limpo e seguro, até o momento da adoção. A criação do espaço aconteceu devido a um Termo de Ajustamento de Conduta com o Ministério Público.

No dia 2, a prefeitura divulgou que ao todo 20 animais foram adotados, gerando uma economia aos cofres do município de aproximadamente R$10 mil por mês.

 

Conforme a prefeitura, a quantidade de amimais soltos em via pública diminuiu consideravelmente com o trabalho desenvolvido pelo Curral Municipal. Todavia, mesmo diante disso, a Secretaria de Agricultura solicita que os proprietários não deixem seus animais expostos em vias públicas.

Ontem, 4, a reportagem da Gazeta entrou em contato com o secretário de Agricultura, Luiz Antônio de Paiva para saber mais detalhes sobre esse processo de adoção de equinos. Segundo ele, existe uma lei municipal que permite que os animais resgatados sejam adotados a partir do 11º dia. “Hoje a adoção acontece rapidamente, temos uma lista de espera com aproximadamente 16 pessoas. Damos prioridade para proprietários de sítios, fazendas, ranchos”, esclareceu.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: