Domingo, 19 de Maio de 2024 Fazer o Login

Acusados pelo assassinato de adolescente irão a júri popular

ter, 21 de janeiro de 2014 00:01

DA REDAÇÃO – Juiz de Direito Ewerton Roncoleta, titular da Vara Criminal da Comarca de Araguari, proferiu sentença de pronúncia confirmando o julgamento pelo Tribunal do Júri de Jhonatan dos Santos Fietz, o Cigano, Alan Carlos Vieira da Silva e Richardson Rodrigues da Silva.

O Ministério Público Estadual denunciou o trio pelo assassinato de Rui Carlos de Melo, de apenas 15 anos, na madrugada do dia 3 de julho de 2008, na avenida Um, proximidades da passarela do bairro São Sebastião. A vítima levou três tiros.

Conforme justificou o juiz, os indícios de autoria quanto ao crime de homicídio qualificado consumado são extraídos dos depoimentos das testemunhas ouvidas na fase policial e na instrução processual, bem como do interrogatório dos acusados no Fórum Oswaldo Pieruccetti.

Com relação às alegações da defesa, segundo o magistrado, apesar de bem formuladas, como de costume, não merecem profunda apreciação nessa etapa, tendo em vista que foram confundidas com as teses próprias de plenário, ou seja, devem ser apresentadas no Tribunal do Júri.

De acordo com a denúncia, naquela noite houve uma briga generalizada entre gangues no interior do Parque de Exposições Rondon Pacheco, envolvendo jovens dos bairros Independência e São Sebastião. Na ocasião, Cigano teria efetuado três disparos de arma de fogo para intimidar os adversários.

No início da madrugada, os denunciados encontraram Rui Carlos de Melo retornando sozinho para sua residência. Após ameaçarem o garoto, sem nenhuma justificativa, Richardson atirou contra o abdômen da vítima, que ainda tentou correr. Na perseguição, Alan pegou a arma e atirou nas costas de Rui, repassando para Cigano, que disparou contra o rosto do menor, sem qualquer chance de defesa.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: