Terça-feira, 16 de Abril de 2024 Fazer o Login

Campanha de prevenção contra a Aids prevê distribuição de camisinhas no Carnaval

sex, 28 de fevereiro de 2014 00:08
Camisinhas serão distribuídas no Carnaval de Araguari. Foto: Reprodução/Ministério da Saúde

Camisinhas serão distribuídas no Carnaval de Araguari. Foto: Reprodução/Ministério da Saúde

DA REDAÇÃO – O clima de festa do Carnaval acaba deixando as pessoas mais vulneráveis às doenças sexualmente transmissíveis, entre elas a AIDS. Nesta semana, o Ministério da Saúde lançou a Campanha de Carnaval de Prevenção às DST e Aids. Com o slogam “Se tem festa, festaço ou festinha, tem que ter camisinha”, a ação pretende incentivar o sexo seguro e o diagnóstico precoce também em outros eventos, como Copa do Mundo e festas juninas.

Em Araguari, a campanha é desenvolvida pela equipe do Centro de Apoio Especializado – CAE DST/Aids. Segundo a coordenadora, Márcia Beatriz Sardela, a equipe irá montar uma tenda no Carnaval da cidade durante os cinco dias, das 20 às 00h. “Vamos distribuir preservativos, folders e orientar as pessoas sobre a importância do teste de HIV no caso de relações desprotegidas,” ressaltou.

Pré-campanhas foram realizadas no posto de saúde Santa Terezinha II, no bairro Santiago e no CAD, locais que não tiveram cobertura em 2013.

A procura pelo exame costuma dobrar após o Carnaval. No entanto, o ideal é fazer o teste, no mínimo, um mês após a relação sexual. “Logo na semana seguinte o resultado pode ser falso negativo, pois a soro-conversão demora um tempo. Nesses casos recomendamos que a pessoa volte e refaça o teste, para então ter um resultado correto,” disse.

Ano passado, 28 pessoas foram diagnosticadas com o vírus da Aids, alta de 25% em relação à 2012. Neste ano, até a metade de fevereiro, são mais seis novos casos, sendo quatro homens e duas mulheres na faixa etária de 30 a 54 anos. “O aumento dos casos está ligado ao surgimento do teste rápido. Como ele é mais prático, feito na hora, sem necessidade de jejum, houve um interesse maior no diagnóstico,” argumentou.

A forma mais eficiente de prevenção a AIDS e DST é o uso do preservativo. “Após o consumo de álcool e outras drogas, essa preocupação é deixada de lado. Mas é preciso ter cuidado. A diversão é passageira, mas consequências não,” concluiu a coordenadora.

Informações a respeito do atendimento podem ser obtidas no CAE, situado à praça José Rodrigues Alves, ou através do telefone 3690-3023. Horário de atendimento: das 7 às 11h e das 13 às 17h de segunda a sexta-feira.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: