Segunda-feira, 21 de Setembro de 2020
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Sessões do Júri Popular continuam em setembro e outubro na Comarca

qua, 16 de setembro de 2020 11:20

Da Redação

Acusado de matar adolescente figura entre os réus que serão julgados

O Juízo Criminal em Araguari está correndo contra o tempo para colocar em dia a situação de muitos réus denunciados por crimes contra a vida. Sessões do Júri Popular foram programadas nos últimos meses, mas precisaram ser adiadas em função da pandemia da Covid-19.

Em setembro os trabalhos voltaram a acontecer nas duas varas criminais da Comarca, sem a presença do público e com as devidas medidas de prevenção ao vírus no salão de julgamentos do Fórum Oswaldo Pieruccetti.

Além de duas sessões que ocorrem nessa semana, a Primeira Vara Criminal confirmou novos júris, que deverão ocorrer no próximo dia 30, e nos dias 15, 22 e 29 de outubro, a partir de 10h. Os sorteios dos jurados que irão atuar também estão sendo providenciados.

Para o dia 29 do próximo mês está previsto o júri do acusado de matar a adolescente Poliana Carolina Vaz, no bairro Independência. A sessão ocorreria no dia 13 de agosto desse ano, mas foi adiada, em razão da pandemia.

Conforme a denúncia do Ministério Público, no começo da tarde de 15 de setembro de 2017, na Rua Brejo Alegre, fundos, o denunciado, mediante violência e grave ameaça, constrangeu a garota de 17 anos, a manter relações sexuais com o mesmo. Não satisfeito, matou a menor, mediante asfixia, para garantir a impunidade do crime de estupro praticado. O corpo dela foi encontrado em estado de decomposição numa estrada vicinal na região das Araras, dois dias após sair de casa para prestar serviços na casa de um parente.

Narra ainda o MP, que, no mesmo dia, o denunciado subtraiu para si um aparelho celular “LG Kl O”, pertencente a Poliana, e na manhã do dia 17, na zona rural de Araguari, ocultou o cadáver da vítima. O réu, de 32 anos, está preso desde maio de 2018, e será julgado pelos crimes de estupro e homicídio qualificado.

Nesta quinta-feira, 17, na Primeira Vara Criminal, será julgada a mulher que teria mandado matar o seu marido, Fabiano César Malaquias, fato ocorrido no bairro São Sebastião. Ele foi covardemente assassinado a facadas enquanto seguia para o trabalho. O agressor foi condenado em 2018.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: