Quinta-feira, 26 de Novembro de 2020
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Projeto referente a cura da dependência química é aprovado pela Câmara Municipal

qua, 9 de agosto de 2017 05:10

por Mel Soares

Município celebra termo de cooperação com o instituto Vera Cruz de Pesquisa e Tratamento de Dependência Química

Na sessão da Câmara dessa terça-feira, 8, o projeto mais aguardado pela vereadora Virgínia Alcântara (PTC) foi aprovado. A matéria diz respeito a autorização para promoção de estudos relativos a Ibogaína, substância extraída de uma planta encontrada na África Central.

Sessão ordinária iniciou às 8h e finalizou por volta das 11h30

Sessão ordinária iniciou às 8h e finalizou por volta das 11h30

 

O projeto de Lei 118/2017, de autoria do Executivo, permite ao município celebrar termo de cooperação com o instituto Vera Cruz de Pesquisa e Tratamento de Dependência Química. A aprovação do projeto é um passo importante para que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorize a liberação da droga para realização dos estudos em Araguari.

Segundo informações divulgadas no site do instituto, com sede no Distrito Federal, estudo recente concluído no Brasil mostra uma taxa de 72% de abstinência a longo prazo de álcool, maconha, cocaína e crack, em um total de 75 pessoas. Esse estudo combinou a terapia com Ibogaína e psicoterapia. Os pacientes foram tratados previamente com psicoterapia por um período de 30 dias antes de receber a medicação e mantiveram o acompanhamento psicoterápico por mais 60 dias.

“Numa única dose o dependente químico terá a possibilidade dessa libertação. Somente quem passa por um caso de dependência química na família sabe o que isso significa.  Portanto, hoje é dia de comemoração porque o Brasil é um dos pioneiros nos estudos e Araguari foi escolhida para ser o Núcleo de Pesquisa”, destacou a vereadora.

Na primeira fase de pesquisa é necessário que se faça triagem. Em Araguari, a expectativa é que em torno de 150 pessoas participem, mas apenas 70 devem ser selecionadas tendo em vista que problemas de saúde podem impedir que o dependente químico tome a Ibogaína.

“A cura foi descoberta porque um jovem usuário de heroína comprou a planta para ter alucinações, no entanto depois que tomou ele foi curado do vício”, explicou.

No caso de permissão para ser consumida deve haver acompanhamento médico. Portanto, os trabalhos de pesquisa serão desenvolvidos pela secretaria de Políticas sobre Drogas em parceria com a secretaria de Saúde.

Distrito Industrial

Outra matéria de relevância aprovada em sessão na Câmara Municipal se refere ao Distrito Industrial. O projeto de Lei 115/2017 autoriza o poder Executivo municipal a conceder remissão total de crédito tributário correspondente a dívida da Codemig (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais) relativa a impostos, taxas e contribuições sobre terrenos de sua propriedade no Distrito Industrial.

Conforme destacado pelo líder do governo, Levi Siqueira (PMDB) muitos empresários almejam a expansão de suas indústrias. “Essa área que foi acrescida ao patrimônio da cidade de Araguari irá facilitar que empresas ampliem seus negócios contribuindo para geração de empregos”.

 

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: