Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Pais e alunos enfrentam problemas para efetivar matrículas na rede estadual de ensino

sex, 24 de janeiro de 2020 05:26

Da Redação

O novo sistema adotado pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) para realização de matrículas na rede estadual de ensino, vem apresentando problemas desde sua implementação. Durante esta semana, pais e alunos voltaram a enfrentar transtornos no momento de fazer a confirmação das matrículas junto às escolas de Araguari. Tal confirmação é o ato que garante o acesso às instituições estaduais, para o ano letivo de 2020.

Divulgação da lista referente à primeira chamada aconteceu no dia 18, quando os estudantes foram surpreendidos por um novo problema

Divulgação da lista referente à primeira chamada aconteceu no dia 18, quando os estudantes foram surpreendidos por um novo problema

 

A principal reclamação é quanto a demora para a divulgação da lista referente à primeira chamada e onde constavam as informações sobre a alocação dos alunos, de acordo com alguns critérios como, por exemplo, a escolha por unidade de ensino, visto que, ao realizar a pré-matrícula os alunos poderiam fazer até três opções que, posteriormente foram analisadas pela SEE/MG. A divulgação aconteceu somente no dia 18, quando os estudantes foram surpreendidos por um novo problema.

“Ao verificar a unidade para onde fui encaminhado, soube que escolheram a terceira opção e por isso, terei que estudar em uma escola muito longe da minha casa. Isso causa vários problemas que vão além do deslocamento. Quem fez essa análise não teve nem o cuidado de verificar as distâncias entre as escolas e os bairros, situação que irá prejudicar grande número de estudantes,” contou um aluno que preferiu não ser identificado.

Diante da divulgação da lista, a orientação repassada pela SEE é de que os pais, responsáveis (em caso de menores de 18 anos) ou o próprio aluno compareçam às unidades de ensino para onde foram designados, a fim de fazer a confirmação da matrícula que, segundo o cronograma se estende até o dia 27. Para auxiliar os araguarinos, o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (SindUTE/MG) subsede Araguari, está acompanhando os casos e confirmou que há várias reclamações de alunos que foram mandados para escolas mais distantes, como por exemplo, alunos de escola da rede urbana foram encaminhados para a zona rural.

“Os pais têm nos procurado em busca de orientações e ressaltamos que aqueles que não efetuaram a confirmação de matrícula ficarão para as vagas remanescentes. Nesta semana, recebemos um modelo de carta reclamação e vamos protocolar na Superintendência e também no Ministério Público, por meio da Promotoria da Infância e da Adolescência. Estamos aqui para ajudar aquelas pessoas que tiverem dúvidas e vamos orientar da melhor forma possível,” afirmou o coordenador da unidade José Luís da Costa.

Além disso, há um advogado atendendo na sede do Sindicato para orientar os pais e alunos. Os atendimentos acontecem às quintas-feiras. O coordenador ressaltou também que na última quarta-feira, 22, o governo do Estado encaminhou um ofício às superintendências descentralizando as matrículas, fazendo com que as escolas tenham autonomia para resolver esses casos. Diante disso, as reclamações estão sendo analisadas e havendo vagas nas escolas escolhidas, será feito o encaminhamento dos alunos.

Quanto às vagas remanescentes, a previsão da SEE/MG é de que sejam disponibilizadas a partir do dia 10 de fevereiro. Assim, os interessados podem consultar as unidades escolares que possuem vagas disponíveis e comparecer no local indicado para apresentar os documentos necessários fazendo assim a matrícula. Sobre o processo informatizado de matrícula que tem sido colocado em prática em todo o Estado, José Luís voltou a ressaltar que o processo representa uma exclusão da população mais pobre, uma vez que, grande número de pessoas não possui acesso à internet ou não teve orientação para fazer a pré-matrícula.

Para tratar deste e outros impasses enfrentados pelos profissionais no Triângulo Mineiro, será realizada uma assembleia em Uberlândia, no dia 25. Os profissionais da Educação de Araguari interessados em participar, podem entrar em contato com o Sindicato até às 17h desta sexta-feira, 24. “Na oportunidade iremos discutir principalmente a organização regional e os problemas que temos enfrentado, além de discutir possíveis soluções que serão levadas para a assembleia estadual. Todos estão convidados a participar conosco.”

Conforme informações da SEE/MG, o novo sistema implementado para o ano letivo de 2020 colocou a maioria dos alunos nas escolas definidas como sua primeira opção e, aproximadamente 286 mil estudantes que fizeram a pré-matrícula foram encaminhados na 1ª chamada. Destes, mais de 80% foram contemplados na 1ª ou 2ª opção que indicaram no ato da inscrição. Consideradas as três primeiras escolhas feitas por pais ou responsáveis, ou pelo próprio aluno maior de 18 anos, nesse caso, o percentual é ainda maior, com 99% indicados em suas expectativas.

Com apenas dois dias de matrícula presencial, mais de 30% dos encaminhamentos da 1ª chamada confirmaram sua vaga na rede estadual de Minas Gerais. Por fim, a secretaria Estadual de Educação garantiu que todos os interessados em ingressar na rede estadual de ensino terão acesso às vagas.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: