Segunda-feira, 21 de Setembro de 2020
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Prefeitura deve publicar novo decreto na próxima sexta

qui, 10 de setembro de 2020 11:20

Da Redação

A macrorregião do Triângulo Norte, em que Araguari está inserida pelo programa Minas Consciente, regrediu para a onda vermelha do Programa Minas Consciente. A decisão foi anunciada na tarde desta quarta-feira, 9, pelo governo de Minas Gerais, após mais uma reunião semanal, que levou em consideração o aumento no número de casos de Covid-19 na macrorregião como um dos fatores determinantes.

 

Prefeito Marcos Coelho deverá publicar novo decreto na amanhã

Prefeito Marcos Coelho deverá publicar novo decreto na amanhã

 

Já o Triângulo Sul avançou para a Onda Verde por ter índices controlados da doença e quantidade suficiente de leitos disponíveis. A macrorregião Noroeste permaneceu na Onda Vermelha, mas a microrregião de Patos de Minas foi classificada na Onda Amarela.

A mudança vale a partir deste sábado, 12, e a onda vermelha, a mais restrita de todas, permite a abertura dos seguintes serviços: supermercados, padarias, restaurantes, lanchonetes, lojas de conveniência; bares (somente para delivery ou retirada no balcão); açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros; serviços de ambulantes de alimentação; farmácias, drogarias, lojas de cosméticos, lavanderias, pet shop; bancos, casas lotéricas, cooperativas de crédito; vigilância e segurança privada; serviços de reparo e manutenção; lojas de informática e aparelhos de comunicação; hotéis, motéis, campings, alojamentos e pensões; construção civil e obras de infraestrutura; comércio de veículos, peças e acessórios automotores.

Na macrorregião Triângulo Norte, além de Araguari fazem parte Uberlândia, Abadia dos Dourados, Araporã, Cachoeira Dourada, Campina Verde, Canápolis, Capinópolis, Cascalho Rico, Centralina, Coromandel, Douradoquara, Estrela do Sul, Grupiara, Gurinhatã, Indianópolis, Ipiaçu, Iraí de Minas, Ituiutaba, Monte Alegre de Minas, Monte Carmelo, Nova Ponte, Patrocínio, Prata, Romaria, Santa Vitória e Tupaciguara.

A prefeitura de Araguari deve publicar novo decreto na próxima sexta-feira, promovendo novo fechamento do comércio.

De acordo com os dados do Governo de Minas, do último dia 17, a microrregião Araguari/Uberlândia registrou a maior incidência da doença no território mineiro, com 242,8 a cada 100 mil habitantes. No relatório disponível na segunda-feira, 24 , os indicadores apresentam uma taxa de 241,7, indicando que a região permanece como a de maior contágio.

O Comércio voltará a ter restrição em toda macrorregião do Triângulo Norte, sendo permitido abrir somente serviços essenciais

O Comércio voltará a ter restrição em toda macrorregião do Triângulo Norte, sendo permitido abrir somente serviços essenciais

Em Araguari, o informativo estadual aponta para 66 mortes e 2.572 diagnósticos positivos. Outros 572 pacientes seguem recebendo acompanhamento. O boletim epidemiológico municipal, por sua vez, ressalta o registro de 2.615 casos da doença e 1.292 suspeitas. Há ainda 63 óbitos confirmados e quatro mortes suspeitas, tendo sido registrado mais um óbito suspeito para covid-19: paciente residente em Indianópolis, sexo feminino, 54 anos. O número de internações na cidade também aumentou nos últimos dias. Já são 40 pacientes internados, sendo 24 em leitos de UTI, o que contribuiu para que a taxa de ocupação dos referidos leitos chegasse a 100%, segundo o informativo divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde.

 

Estatísticas preparadas pela Saúde esclarecem que a doença ataca de forma fatal principalmente pessoas com idades superiores a 60 anos – a média de idade entre aqueles que morreram após contraírem o coronavírus é 71 anos. Outro ponto destacado pelo Estado refere-se às comorbidades, que são doenças anteriores e que podem ampliar o risco de morte após infecção pela covid-19.

A maior parte dos mineiros que perderam a vida após contraírem o coronavírus, cerca de 74%, eram portadores de comorbidades anteriores, sendo doenças do coração e diabetes as mais comuns entre eles.

Uberlândia, que também deverá promover novo fechamento do comércio, está em segundo na lista dos municípios com maior número de casos do Estado. São 22.076 casos positivos e 452 mortes causadas pela doença.

Sobre o aumento de casos, o assessor da rede de urgência da Secretaria Municipal de Saúde, Cláuber Lourenço, ressaltou que a taxa de isolamento é um dos fatores que tem colaborado para o aumento de casos e mortes confirmadas. “Essa é uma situação que o Comitê está muito atento. Mesmo com tudo fechado, o isolamento não aconteceu. A conversa de que a doença está diminuindo ou acabando não é verdade”, frisou.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: