Domingo, 20 de Setembro de 2020
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Evento alusivo à campanha Dezembro Vermelho terá teste rápido e orientações aos munícipes

sáb, 7 de dezembro de 2019 05:52

Da Redação

Para este mês, a secretaria de Saúde por meio do Cae (Centro de Apoio Especializado) está intensificando ações voltadas à prevenção e combate à Aids – doença infecciosa, transmitida pelo vírus da Imunodeficiência Humana (HIV). A mobilização é alusiva à campanha nacional intitulada Dezembro Vermelho. Neste sábado, 7, por exemplo, serão oferecidos aos araguarinos testes rápidos para HIV/Aids e Hepatites B e C. O evento acontecerá na praça Manoel Bonito, das 9 às 13h.

No município também estão acontecendo ações alusivas à campanha Dezembro Vermelho

No município também estão acontecendo ações alusivas à campanha Dezembro Vermelho

 

Durante a ação, profissionais da saúde também pretendem orientar os munícipes sobre perigos e formas de contágio e prevenção da Aids. “Além de chamar a atenção da população sobre a importância da prevenção e os cuidados com a nossa saúde, também temos o objetivo de dar oportunidade às pessoas que não conseguem acessar os serviços de saúde para realizar a testagem” afirmou a assistente social e coordenadora do Cae Simone Guirelli Borges Mendes.

Segundo ressaltou, o teste é simples. Na oportunidade será coletada uma pequena quantidade de sangue da ponta do dedo e o resultado fica pronto entre 15 a 20 minutos. Posteriormente, são realizados os encaminhamentos pertinentes. Os testes também são feitos diariamente no Centro de Apoio Especializado do município, que atualmente está localizado na rua Antônio Boaventura Sobrinho, 130, bairro Chancia. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira das 7 às 17h.

Qualquer pessoa pode realizar o teste, para isto, basta portar documento com foto e o cartão do Sistema Único de Saúde (Sus). Durante o mês, outras ações serão realizadas em algumas empresas da cidade, que sinalizaram apoio à campanha Dezembro Vermelho. Nos referidos locais serão disponibilizados os testes aos funcionários e as equipes do Cae ministrarão palestras e orientações sobre o tema.  “Aquelas que tiverem interesse podem entrar em contato conosco por meio do telefone 3690-3023. Também faremos a distribuição de preservativos em empresas e instituições da cidade.”

A Aids pode ser contraída por relação sexual desprotegida, transfusão de sangue contaminado, materiais que perfuram ou cortam a pele e pela gravidez e amamentação.

Conforme informações do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids) 37,9 milhões de pessoas, em todo o mundo, vivem com o vírus. Até o fim de 2018, e destas, 24,5 milhões tinham acesso à terapia antirretroviral – medicamentos capazes de salvar vidas até junho deste ano. Apesar deste enorme avanço, o mundo ainda registrou 1,7 milhão de novas infecções em 2018 e 770 mil mortes em decorrência da Aids.

Diante disso, o secretário de Saúde Guilherme Afonso ressaltou a importância dos araguarinos se prevenirem, em especial os jovens, através do uso de contraceptivos, como o preservativo feminino ou masculino, pois é o principal meio capaz de proteger o indivíduo de qualquer doença sexualmente transmissível. “É muito importante o cuidado com relação as Infecções Sexualmente Transmissíveis  (IST’s). Além de usar a camisinha, que é uma forma de prevenção, é fundamental fazer o teste precocemente; realizar o tratamento adequado do HIV e de qualquer outra IST; caso tenha vivenciado uma situação de risco para o HIV, buscar tratamento. A prevenção é sempre a melhor forma de evitar maiores problemas no futuro,” ponderou o secretário de Saúde, Guilherme Afonso.

A campanha Dezembro Vermelho, criada em 1987 pela Organização das Nações Unidas (ONU) busca sensibilizar a população quanto à importância do acesso à informação adequada sobre HIV, sobre a evolução dos métodos de prevenção e de tratamento. A mobilização pretende ainda ressaltar o Dia Mundial contra a Aids instituído em 1º de dezembro. Em 1991, a fitinha vermelha surgiu com artistas de Nova York, para lembrar a luta contra a Aids e transmitir compreensão, solidariedade e apoio aos portadores do vírus HIV. No Brasil, o projeto foi adotado em 1988, pelo Ministério da Saúde.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: