Sexta-feira, 25 de Setembro de 2020
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

População entrevistada é favorável a greve geral de hoje

sex, 28 de abril de 2017 05:07

por Mel Soares

Categorias de vários setores da sociedade paralisam as atividades hoje, 28, em protesto contra a reforma da Previdência e mudanças na legislação trabalhista propostas pelo governo Michel Temer (PMDB). Na tarde de ontem, 27, a reportagem esteve nas ruas para coletar opiniões sobre o assunto. A enquete foi realizada no centro da cidade próximo a pontos comerciais onde há presença de pessoas residentes em vários bairros do município. Grande parte dos araguarinos abordados preferiu não participar, pois não sabia do que se tratava a greve. Em aproximadamente duas horas, apenas dez pessoas mostraram interesse em opinar. Confira:

“Sou a favor da greve. A população precisa tomar atitudes, quem sabe assim os políticos façam alguma coisa para o país. Em Araguari, por exemplo, a saúde está um caos”. Alex dos Santos Oliveira

“Sou a favor da greve. A população precisa tomar atitudes, quem sabe assim os políticos façam alguma coisa para o país. Em Araguari, por exemplo, a saúde está um caos”.
Alex dos Santos Oliveira

 

“Tem que parar é tudo e lutar até o fim”. André Luiz dos Santos

“Tem que parar é tudo e lutar até o fim”.
André Luiz dos Santos

 

“O Brasil precisa manifestar a insatisfação por meio de greves. Quem sabe assim, os políticos mudam”. Daniel da Silva

“O Brasil precisa manifestar a insatisfação por meio de greves. Quem sabe assim, os políticos mudam”.
Daniel da Silva

 

 “Concordo plenamente com greves inclusive, se for para tirar o presidente Michel Temer”. Denisiene de Melo Ferreira

“Concordo plenamente com greves inclusive, se for para tirar o presidente Michel Temer”.
Denisiene de Melo Ferreira

 

“Sou contra. Não é assim que vamos conseguir mudar alguma coisa. Tenho até medo que aconteça tragédias durante estes movimentos”. Divina Mara Salgado

“Sou contra. Não é assim que vamos conseguir mudar alguma coisa. Tenho até medo que aconteça tragédias durante estes movimentos”.
Divina Mara Salgado

 

“Mesmo sendo aposentado sou contra essa reforma previdenciária. Apoio a greve”. João Marculino Filho

“Mesmo sendo aposentado sou contra essa reforma previdenciária. Apoio a greve”.
João Marculino Filho

 

“Sou contra estas reformas, mas não concordo com a paralisação ser nessa sexta-feira. Tivemos dois feriados neste mês e haverá outro na segunda-feira. Isso acaba prejudicando a nós, que somos comerciantes”. Júlio Francisco de Souza

“Sou contra estas reformas, mas não concordo com a paralisação ser nessa sexta-feira. Tivemos dois feriados neste mês e haverá outro na segunda-feira. Isso acaba prejudicando a nós, que somos comerciantes”.
Júlio Francisco de Souza

 

“Sou a favor da greve. Tem que haver ações assim para evitar que reformas absurdas aconteçam. No caso da Previdência vamos nos aposentar mais velhos e nem vai dar para aproveitar a aposentadoria”. Letícia Cristina Mariano

“Sou a favor da greve. Tem que haver ações assim para evitar que reformas absurdas aconteçam. No caso da Previdência vamos nos aposentar mais velhos e nem vai dar para aproveitar a aposentadoria”.
Letícia Cristina Mariano

 

“Sou a favor porque senão vai demorar muito para aposentar. Tem que ter greve não de um dia, mas pelo menos de uma semana. Todos precisam se unir”. Nilva Maria Peixoto

“Sou a favor porque senão vai demorar muito para aposentar. Tem que ter greve não de um dia, mas pelo menos de uma semana. Todos precisam se unir”.
Nilva Maria Peixoto

 

“Sou a favor. Vivemos na democracia e temos este direito. Infelizmente não poderei paralisar, pois tenho que cumprir compromissos que não podem ser adiados”. Tânia Aguiar

“Sou a favor. Vivemos na democracia e temos este direito. Infelizmente não poderei paralisar, pois tenho que cumprir compromissos que não podem ser adiados”.
Tânia Aguiar

13 Comentários

  1. ney disse:

    duvido q algum desses ai parou. greve organizada pelo pt é sacanagem né???

  2. Marcos disse:

    Engraçado!!! A entrevista girou em torno apenas do Mercado Municipal. Que furada heim!

  3. Mel Soares disse:

    Olá Marcos. Não sei se você leu, mas na introdução eu destaco que a enquete foi feita em locais onde circula pessoas residentes de vários bairros da cidade. Furada seria omitir informações ou mentir.

  4. Mel Soares disse:

    Não precisava te fornecer mais informações, mas faço questão. A enquete foi feita em locais próximos ao Mercado, dentro do Mercado e nas ruas principais do centro da cidade como a Rui Barbosa.

  5. ney disse:

    ola. . . esse mel ta mais pra abelha. . rsrs, (desculpe o trocadilho de mal gosto) como vc é uma jornalista integra podia ir atras dessas pessoas e verificar se eles estão em greve hj…

  6. Igor B disse:

    Não culpo o empresário querendo aumentar os lucros, pior é o cidadão que LUTA para perder direitos pq é um asno antipetista. O desprezo que sinto por políticos canalhas jamais vai superar a OJERIZA que sinto por idiotas.

  7. Garliene Paiva disse:

    Parabéns Mel.. Jornalista independente e extraordinária..

    O Brasil é atrasado em muitas coisas, e bota coisa nisso. Somos um país de quarta classe, e caindo… Não possuímos sequer saneamento básico amplo na federação, imagina nos municipios… A Educação é uma lástima, tanto que aqui mesmo neste espaço, não temos formadores de opniões, mas sim uma tendẽncia a violência, desrespeitando a propria jornalista, e fato estamos dentre os piores países do mundo na questão “educação”. Nossa classe política é ineficiente, incompetente e corrupta ao extremooo, o nobre Juiz Sérgio Moro Deus o proteja, pois jamais vai nascer outro saco roxo para nos defender e apontar os erros dos ratos aloprados… Nada por aqui realmente presta ou funciona a contento. Somos o paraíso do atraso, da inoperancia. Contudo, ninguém pode dizer que o mundo empresarial brasileiro é atrasado, nãoooo mesmo… e minha referencia, obviamentemente, ao mundo, e não ao submundo, aquele da completa “informalidade” (fiscal, trabalhista, sanitária, etc.), pois este é imune às greves, inclusive nosso empresariado brasileiro, é de classe Mmndial, basta dar uma navegada no google… As 5 mil maiores empresas do país possuem práticas “corporativas” adequadas e condizentes com os mercados desenvolvidos…fica a pergunta: Por que “empregador” e “empregados” não podem se autorregulamentar, se autorregular, se auto negociar..diante de uma economia falida, seria mais sensato… Ai vem a resposta, sabem porque isso não acontece, por que malditos sindicalistas, fisiológicos, mentirosos, manipuladores e corruptos têm de se meter nessa relação?… Por que têm de incentivar a violência, e fomentar discórdia e greves? Imaginar que os funcionários de hoje, são pessoas que não é auto-suficientes, e os patrões capitalistas selvagens, são dignos de miséria intelectual ou má-fé mesmo… Que gracinha minha mãe, respeito a opinião dela nesta matéria, pois a sua unica preocupação é com a violência gerada com tais conflitos..Ainda não entendi as pessoas que defendem um governo que corta seus direitos no talo e sem misericordia.. #refletir.. No mais, novamente expresso meu respeito a você Mel, pela matéria oportuno em um momento oportuno.. Abraços..

  8. Garliene Paiva disse:

    Em tempo…Desculpe os erros na postagem acima, não tirei o corretor do automatico..rsrs…

    Completando..>> As pesquisas apontam, cerca de 40% da força de trabalho é “informal”, está à margem da legislação trabalhista. São dezenas de milhões e milhões de brasileiros sem qualquer direito. Agora eu pergunto: quem os defende???? Onde estão os sindicalistas???? Então sem essa de apontar partido A ou B, todos tem parte nesta história.

  9. Igor B disse:

    Vcs podem concordar ou discordar de grevistas e manifestantes contrários a um governo que tem 4% de aprovação, e que detona, do alto de sua credibilidade, direitos conquistados ao longo de décadas. Mas chamar grevista de vagabundos ou petralhas é ser bem ignorante, antidemocrático e demonstrar zero empatia. Chequem seus privilégios e mais um vez, se poupe e nos poupe.

  10. Anônimo disse:

    Se existe uma coisa que a CLT tem que acabar é com o paternalismo em ação trabalhista de achar que o patrão é milionário. As pessoas não querem mais dar empregos, pois mesmo pagando tudo direitinho, ainda são levadas na lei. A balança tende muito para o trabalhador mesmo ele não tendo razão. Eu acho que se a pessoa não receber os vencimentos, ela tem direito de levar na justiça. Tem gente que virou especialista, trabalha um mês em cada casa e vai levando todo mundo na lei. Tem que tomar cuidado com pedreiros. A pouco ouvi o depoimento de um homem que teve que pagar uma pessoa que não era funcionário dele, apenas comprava materiais, só que a justiça não quer nem saber. Eu acho que em relação a leis trabalhistas a farra tem que acabar, o peso tem que ser igual para todos os lados.

  11. Rodolfo disse:

    Agora ser contra as reformas é ser a favor do PT, que bipartidarismo cego e sem sentido.

  12. Igor B disse:

    “Anonimo” diz que a “CLT tem que acabar com o paternalismo”. Vamos lá, quem trabalha no comercio de Araguari recebe salário fixo + comissão? Não, recebe apenas a comissão, caso não bata a meta de vendas, recebe o salario mínimo. A grande maioria dos funcionários recebem vale alimentação ou lanche fornecido pela empresa, assistência médica, plano de carreira? Não. Enfim, poderia enumerar muitos outros motivos. O patrão araguarino (não só) tem que aprender que a escravidão ficou la em 1800 e bolinhas.

  13. Anônimo disse:

    O comércio é isso aí. Ele oferece apenas o serviço.
    Na verdade eu me referi a outro tipo de coisa. A justiça abriu espaço para todo mundo. Se alguém fizer um serviço em sua casa, 15 dias ou 1 mês dependendo do caráter da pessoa ele te leva na lei,inventa todas as mentiras possíveis e ganha. se você não pagar eles pegam as suas coisas pra leilão. Na internet está cheio de casos de gente que teve problemas com pedreiros, que mesmo tendo recebido pelo serviço e estragado todos os materiais, ainda ganhou na justiça, eles não ouvem o dono da obra A balança só tende para um lado. Tem gente que chega a inventar que a residência é uma empresa.

Deixe seu comentário: