Segunda-feira, 21 de Setembro de 2020
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Acusado de homicídio qualificado aguarda julgamento em liberdade

sex, 19 de setembro de 2014 00:08

DA REDAÇÃO – A Justiça de Araguari confirmou que irá submeter Rosemário Gonçalves de Melo, o Baianinho, a julgamento popular, no entanto, ainda não há data definida para que isso ocorra. O acusado pela morte de Antônio Ferreira, o Palão, ganhou liberdade provisória em julho deste ano, apesar de cumprir pena por um crime de roubo cometido em 2010.

O Juiz de Direito, Ewerton Roncoleta, ressaltou que os indícios da participação de Baianinho e Jordany de Cássia Alves dos Santos são extraídos dos depoimentos das testemunhas ouvidas no Fórum Doutor Oswaldo Pieruccetti, bem como pelos interrogatórios dos acusados. “Nota-se que as provas produzidas estão em harmonia, no sentido de apontar a autoria delitiva. Portanto, a autoria é induvidosa, porquanto das provas amealhadas ao longo das audiências de instrução”, ressaltou.

Para o MP, no dia 13 de fevereiro de 2013, na rua João Batista Ferreira Cascão, bairro Novo Horizonte, Rosemário matou Antônio Ferreira (66 anos) motivado por ciúme, uma vez que sua ex-mulher mantinha um relacionamento com Antônio Palão e ele não se conformava, tanto que, ao saber do caso, agrediu Jordany com socos, empurrões e puxões de cabelo, na madrugada do dia 14.

Palão foi assassinado com uma facada na região abdominal, no dia 13, mas o corpo foi encontrado por familiares apenas no dia 15.

A defesa queria que não houvesse julgamento popular, pugnando também pelo decote da qualificadora do recurso que dificultou a defesa da vítima. Por sua vez, o Ministério Público manteve a acusação inicial, ou seja, a prática do homicídio qualificado.

Quando da pronúncia, o juiz entendeu pela manutenção da prisão de Baianinho, porém, um ano após sua prisão, o acusado conseguiu deixar as grades. A reportagem apurou que ele responde também por envolvimento com o tráfico de entorpecentes.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: