Segunda-feira, 30 de Março de 2020
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Saúde Alerta

qua, 14 de outubro de 2015 08:00

Abertura-saude-alerta

Estamos nos aproximando do alto verão e a ordem é caprichar no físico, escondendo os possíveis “defeitos” esteticamente desagradáveis e corrigindo os de risco para a saúde. Sem exceções, aqueles que podem, vão às academias, contratam um “personal trainner” e a maioria corre ou caminha na famosa “Passarela da Banha”, no Bosque John Kennedy etc., todos com a boa intenção de saúde total e de esculpir aquele corpo maravilhoso. A realidade nua e crua, é que nós humanos não somos perfeitos, ou melhor, sem defeitos, mas a fronteira entre tê-los poucos e pequenos e aparentar sermos sem defeitos é indistinguível com uma boa atividade física. Quando o que era pouco risco, passou para muito e está alcançando o alto risco.

Ninguém ignora que a prática de atividade física seja indispensável à saúde plena de nossos corpos e mentes, minimizando o risco de doenças como hipertensão, diabetes e dando mais qualidade de vida a seus praticantes, sejam eles profissionais ou amadores.

Porém, isso não significa dizer que: quanto mais atividade física melhor.

A prática de atividade física exagerada (sem limites) é um fator de piora do defeito que estava adormecido seja cardiovascular ou ortopédico. Pesquisas médicas constataram que pequenos defeitos no coração de um iniciante no esporte, poderão acentuar-se no futuro… Justamente quando ele estiver bem profissionalmente, e aí, como convencê-lo a abandonar o esporte? (lembram-se dos futebolistas cardiopatas ainda vivos e os infelizmente falecidos?).

Exercícios repetidos intensamente podem levar a lesões das articulações, tendões e músculos. Vamos lembrar que devemos respeitar os limites físicos, não forçar mesmo quando achamos que estamos suportando o desenvolvimento daquele exercício ou prova esportiva. O que se vê, principalmente nas academias, é o malhar muito para atingir rapidamente o objetivo. As recomendações são claras: seguir as orientações para atingir o ápice em 12 a 14 semanas e não em menos, afinal não somos atletas profissionais. Escolham as academias bem aparelhadas e organizadas, pois só levar em conta, a conta mensal barata e usar equipamentos sem manutenção e ultrapassados, aumenta os riscos de acidentes e problemas ortopédicos.

Lembre-se que a falta de avaliação médica anual, malhação por muitas horas (mais de uma por dia), alta e longa intensidade de exercícios (esperar sentir dores para então descansar), não manter dia de descanso entre os de malhação, os riscos cardiovasculares e ortopédicos ficarão elevados desnecessariamente. Vamos fazer a coisa certa?

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: