Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Radar – Sem choro, nem vela

ter, 8 de outubro de 2019 05:44

Radar

SEM CHORO, NEM VELA

Muitos ainda não regularizaram os alvarás de túmulos em Araguari, mesmo com tanta repercussão. Vale lembrar que essas pessoas estão enfrentando problemas na hora de enterrar seus familiares. Para a Justiça, todos precisam providenciar a renovação do alvará, caso contrário não será possível fazer sepultamentos. Judicialmente, não existe direito adquirido.

SEGUE A NOVELA MEXICANA

Esse assunto está se tornando maçante, mas o prefeito de Uberlândia Odelmo Leão (PP) ainda segue firme em sua posição contra a forma do projeto de descarga de rejeitos da empresa Duratex no rio mesmo com o fato de a empresa estar amparada com laudos técnicos ambientais. A informação é que inclusive, Uberlândia teria ‘pressionado’ o governador de Minas Romeu Zema (Novo) para entrar no circuito. Acabou rendendo um “quebra” entre Zema e o deputado federal Zé Vitor (PL).

REFLEXO

Toda essa situação estaria desagradando a Duratex em meio a tanto desgaste envolvendo a multinacional com o assunto. Enquanto isso, as obras estão acontecendo próximo à Indianópolis, mas em Araguari ainda seguem sem conseguir concluir sua parte que são as questões tributárias.

RESUMINDO

Mesmo com a posição do prefeito de Uberlândia, a empresa não sofrerá alterações perante os questionamentos levantados, mas ficará apenas o desconforto da discussão.

BOM GOSTO

No final de semana, comentei nas redes sociais sobre a quebra do sigilo de gastos do cartão corporativo da ex-presidente Dilma Rousseff, que revelou a compra de oito garrafas da famosa cachaça araguarina Montanhesa entre os itens consumidos. O assunto acabou repercutindo muito.

OSSADA

Os vereadores aprovaram a criação de uma investigação para apurar doações de áreas do município para entidades e empresas investirem em nossa cidade. Essa averiguação vai retornar para o município, uma grande quantidade de terrenos, por exemplo, que foram doados em 2017, lembrando que aproximadamente 90%, não fizeram nada na área e o prazo para investir é de dois anos. Caso não façam, a área tem que ser devolvida. Essa investigação da Câmara vai ajudar muito, pois tive acesso a lista de doações e é assustadora a quantidade de áreas que passam de cinco anos sem ao menos ter um tijolo erguido.

SÃO JORGE NA MINGUANTE

No governo atual do prefeito Marcos Coelho até o momento houve uma demanda enorme de pedidos de doações no Distrito Industrial, porém até o momento, apenas uma aprovada. Quem está literalmente apertado é o atual secretário de Desenvolvimento Donizete Oliveira que assumiu a pasta há exatos sete dias e terá a missão de dar andamento ao assunto, o que não é fácil, pois há pilhas de projetos.

DURA REALIDADE

Um dos exemplos é o de uma área próxima ao Terminal Rodoviário Tancredo Neves que foi doada para a Acia ainda na gestão do ex-prefeito Raul Belém, não recebeu nenhum investimento e a mesma área foi pleiteada por uma empresa que, inclusive, chegou a fazer o projeto da edificação no local. Como outro lugar não agradou, o investimento foi abortado. A área atrás do prédio do “Hospital Municipal” também foi doada pelo atual governo e até hoje nada. Muitos estão há quase cinco anos e nada.

GATOS PINGADOS

Das áreas doadas no governo Raul, que não foram poucas, segundo apurado ontem, apenas: Montina, “Di Trajan” com sua fábrica, GR – Classificações e Imepac com a construção do Ambulatório e o Centro de Simulação foram os únicos que cumpriram os prazos.  A mesma área onde o Imepac investiu na avenida Mato Grosso, havia sido doada para UNITRI que perdeu o direito após dois anos sem investir. A empresa MR Transportes teve uma área próxima ao presídio doada em 2015, com o prazo de um ano para investir. Sem infraestrutura e a burocracia do sistema público que liberou o alvará dois meses após a conclusão dos investimentos na área onde a empresa hoje funciona sem asfalto, água e energia.

2 Comentários

  1. Ana disse:

    Não tive nenhum custo para renovar o documento da sepultura foi tão simples que levei até susto. Infelizmente algumas pessoas vão ter bastante dor de cabeça com esse assunto em.

  2. Luiz Cláudio disse:

    Não adianta sr odelmo aceita que doera menos a Ld celulose o sr querendo ou não vai ser nossa nem o sr nem Demae nem promotor público vai ter poder para meter o bedelho onde não é da conta de vocês vão cuidar de uberlandia que é melhor aqui mandamos nos falou meu ✌

Deixe seu comentário: