Segunda-feira, 16 de Setembro de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Radar – Engane-me que eu gosto

qua, 31 de julho de 2019 05:53

Radar

ENGANE-ME QUE EU GOSTO

Boa parte dos nomes que até agora se manifestou como candidato a prefeito nas próximas eleições na realidade, quer é mesmo ser opção para vice de alguém.

CAVADAS

Na verdade, nos bastidores da política, o que não falta são postulantes a vice na chapa do empresário Tubertino Sena que nem mesmo confirmou ser candidato. Vale até montagens de foto ao lado do empresário e divulgação em redes sociais.

PELAS BEIRADAS

Enquanto aguarda a homologação dos contratos das empresas de limpeza da cidade, o prefeito Marcos Coelho vem atacando nas estradas rurais do município que estão se transformando num verdadeiro tapete.

FRIO NA BARRIGA

Uma possível operação da Vigilância Sanitária Estadual e Ministério Público local nos comércios de Araguari vêm tirando o sono de comerciantes. Todos se lembram do ano de 2013 quando uma fiscalização praticamente fechou o comércio local.

COPIANDO

O vereador Wesley Lucas (PPS) revelou ontem que vai estudar o decreto baixado na última sexta-feira, 26, pelo prefeito de Uberaba Paulo Piau suspendendo a exigência da Licença e dos respectivos Alvarás de Localização, Funcionamento e Sanitário nos termos da Medida Provisória 881/ 2019, através da qual o Governo Federal instituiu a Declaração de Direitos de Liberdade Econômica. Estão beneficiadas 284 atividades de baixo risco ou “baixo risco A”. O presidente da Câmara deve propor ao prefeito Marcos Coelho a aplicação do mesmo em Araguari. O vereador lembrou que em Uberaba a prefeitura estará com os mecanismos online atualizados a partir do dia 1º de agosto; o assunto deve ser tratado na próxima semana, quando serão retomadas as reuniões do Legislativo.

ANTES DO NADA

Um dos principais pontos históricos da cidade completou 140 anos. O imponente casarão de Marlene Rodrigues Cunha próximo à igreja da Matriz é a atração de registros de fotografias. O casarão — que foi construído para um comércio, na verdade era sede de uma fazendinha do então Vilarejo do Brejo Alegre, que em 1888 passou a chamar-se Araguari – cidade que completa 131 anos no próximo mês. Hoje o conjunto de casas sofre com o grande fluxo de veículos e uso constante por marginais nos locais abandonados.

CASCA DE OVO

E por falar no entorno da “praça da Matriz” onde se concentra um conjunto de casas históricas, o empresário Janfredo Nader estaria aguardando a liberação para iniciar a construção de supermercado na imensa área frente à igreja. No entanto, a liberação depende da Divisão de Patrimônio Histórico da Faec e ainda também está pendente de aprovação do estudo de impacto de vizinhança pelo Meio Ambiente e pelo Codema. Esse tipo de construção no entorno de área tombada trata-se de uma situação peculiar que foge dos padrões normais.

TOME NOTA

A prefeitura de Araguari por meio da secretaria de Educação realiza no próximo dia 10 agosto, a IX Jornada Inclusiva. Um evento exclusivo para professores da rede municipal que acontecerá no Centro Educacional Municipal Mario da Silva Pereira, das 7h30 até as 11 horas. Em agosto acontecerá a inauguração da reforma da escola de educação infantil do bairro São Sebastião e início das obras da escola de educação infantil do Novo Horizonte.

11 Comentários

  1. Luiz Cláudio disse:

    Em araguari quando se trata de progresso em lugares ociosos que só servem para deixar a cidade feia ou servindo de redutos de malandros e usuários de drogas sempre existe um entrave ou a morosidade por parte de algum órgão público se fosse em uberlandia metiam a patrola e noutra dia novos prédios já se erguiam.✌

  2. NEY FRANCISCO DA SILVA disse:

    Vamos derrubar essas casas velhas e construir coisas novas…. o passado passou….

  3. Cláudio disse:

    Isso é uma vergonha! A justiça travando esses terrenos baldios que enfeiam a cidade.

  4. Guilherme Caetano de sousa disse:

    Em relação ao empreendimento q ,o janfredo Nader pretende realizar naquela área abandonada ,perigosa SRS autoridades paradas desse lugar q se acha q e uma ,cidade esse empreendimento e mais empregos mais impostos ,mais requinte a essa currutela ,q vcs anseiam em deixar ser atrasada

  5. Carlos disse:

    Podemos esquentar a barriga pois terá a temida fiscalização do PROCON com o intuito de arrecadação para estado pois a parte sanitária a cidade esta bem fiscalizada.
    Copiando uma furada pois temos leis federais e estaduais que sobrepõe as municipais. Uberlândia já fez essa alteração sendo que nada mais “copiando” a lei estadual.

  6. Anônimo disse:

    Será que é aonde funcionou o hotel Central, aquele que ficou somente as paredes, em frente a praça Nilo Tabuquini. Ali ficava bom um conjunto de prédios residenciais e também esse supermercado.
    Desmanchar um imóvel de construção sólida para deixar o terreno sem fazer nada, sou contra, seria melhor reformá-lo. Está acontecendo muito aqui derrubam uma casa até boa para reformar e não fazem nada no lugar, não sei se é porque construir fica caro. Aqui no centro pelo menos quase não se vê construções.
    Entendi, quer dizer que ali não pode ter progresso, tem que ficar aquela feiura pra sempre.Aqui tudo tem uma encrenca no meio para atrasar as coisas. Trata-se de um terreno imenso e horroroso.

  7. Anônimo disse:

    E o prédio de dezessete andares Que dia vão mudar o código. Lá em Uberlândia é construção de prédio pra tudo quanto é lugar. Aqui quando vai construir um é a maior encrenca. Impacto de vizinhança, o povo vai achar é bom um supermercado perto porque ali é um lugar sombrio, vai levar mais movimento pra lá. Vamos esperar.
    A Pizzolato vai construir casas em um terreno baldio da Avenida Brasil e tem um outro local também.

  8. Danilo disse:

    Como é bom não ter comentários daqueles dois babacas, mulher do Tarzan e boboca do brucutu ( brucutu kkkkkk)

  9. BRUKUTU SINCERO (ERNANE Ferreira da Silva Júnior disse:

    Vejo varias pessoas apoiando a demolição dos prédios históricos da nossa cidade, percebe que são pessoas que não viajaram muito, a cidade que não preserva sua história e sinal que e governada por pessoas incompetentes, falta planejamento e também consciência do poder do turismo histórico, se os administradores tivesse consciência da força do turismo teriam elaborado a muito tempo um plano diretor com suporte de pessoas com conhecimento técnico, exemplo de um item que poderia ser sugerido e uma cláusula na liberação das áreas para empresas exigir uma contribuição para a reforma e conservação dos prédios históricos, e também a contribuição voluntária onde os contribuintes teriam seus nomes em uma lista e seriam homenageados futuramente em nomes de ruas em futuros bairros o maior problema dos administradores da cidade e falta de inteligência

    ASS BRUKUTU SINCERO #CORAGEMPARAFAZEROCERTO e dizer também

  10. Sílvio disse:

    Turismo histórico? Em Ouro Preto, em Mariana, …? Realmente, é muito inteligente. Aqui é burrice segurar o progresso por causa de um monte de entulho.

  11. Diogo disse:

    Tanta gente aqui falando besteira sobre patrimônio histórico. Se citam tanto Uberlândia, mudem-se! Mas vão cair para traz ao saber que lá Patrimônio histórico e cultura são levados a sério e o que determina a grandeza da cidade e gestão eficiente e não a ignorância, do povo e dos gestores!

    Conselho de Patrimônio tem que canetas mesmo e se qualquer um quiser derrubar Patrimônio para construir qualquer coisa que for vai ter que pagar, e caro!

    O custo de se apagar uma história é a mediocridade de um povo.

Deixe seu comentário: