Terça-feira, 07 de Abril de 2020
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Pergunte ao Doutor – Por que as pneumonias ocorrem?

qui, 26 de março de 2020 05:40

Abertura-pergunte-ao-doutor

1-Por que as pneumonias ocorrem?
As pneumonias são provocadas pela penetração de um agente infeccioso ou irritante no espaço alveolar, onde ocorre a troca gasosa e que deve estar sempre muito limpo, sem nada que impeça o contato do ar com o sangue.
Só para ter uma ideia, se esticarmos o tecido dos dois pulmões de um adulto, o tamanho da superfície alveolar, que precisa estar o mais limpa possível, repito, equivale à área de uma quadra de tênis. A presença de uma substância estranha, de uma bactéria, um vírus ou um agente irritante, provoca uma reação inflamatória intensa – a pneumonia – que tem por objetivo expulsar o invasor.

2-Quais são os germes que podem causar a pneumonia?
A pneumonia pode ser causada por bactérias, vírus, fungos, substâncias inorgânicas e por reações alérgicas. A forma mais comum é chamada de pneumonia da comunidade, uma infecção provocada por bactérias.

 

3- A pneumonia pode matar ?Qual germe mais comum?

Segundo dados da Anvisa, a cada 10 casos de pneumonias em pacientes internados, três são causados pelo pneumococo, o que representa 1,6 milhão de mortes no mundo, principalmente em crianças e idosos. As doenças pneumocócicas são infecções causadas pela bactéria Streptococcus pneumoniae, também conhecidas como pneumococo. Elas podem ser classificadas como invasivas como as pneumonias bacterêmicas, meningite, sepse e artrite e não invasivas como sinusite, otite média aguda, conjuntivite, bronquite e pneumonia.

4-Os leigos falam que a pessoa teve um início de pneumonia. Existe início de pneumonia?
Deve existir início, meio e fim, mas o diagnóstico de pneumonia não considera esses marcadores. Quando se detecta o processo infeccioso ou a radiografia revela uma infiltração pulmonar, a doença já está instalada.
É sempre bom ressaltar que alguns estudos feitos não só no Brasil, mas no mundo inteiro, mostram que não tem confirmação metade dos diagnósticos de pneumonia feitos nos prontos-socorros.

5-Como se explica esse falso diagnóstico?
As infecções de via aérea alta, isto é, as que não penetram pela traqueia, podem provocar febre e secreção de muco purulento. Muitas vezes, principalmente em situação de pronto-socorro, a radiografia não tem qualidade boa o bastante para caracterizar que os alvéolos estão comprometidos. Tudo isso somado pode induzir ao diagnóstico de início de pneumonia e à prescrição de um tratamento com antibióticos, o que pode não estar errado nessa situação clínica, apesar de a pneumonia não estar realmente instalada.

6-Quem já não ouviu, muitas vezes na vida, as pessoas dizerem: “Cuidado, está frio. Coloque um agasalho para não pegar uma pneumonia” ou “Feche a janela. Essa corrente de ar é um veneno. Você acaba tendo uma pneumonia”. Existe algum fundamento para esses conceitos?
Quadros virais da via aérea superior, ou seja, os resfriados comuns, podem aumentar o risco de a pessoa ter pneumonia. Normalmente, esses quadros estão associados a mudanças bruscas de temperatura. Sair de um lugar muito quente e entrar num ambiente muito frio, ou praticar esporte e ficar com a roupa molhada num lugar frio podem ser fatores de risco para resfriados e pneumonias.
Outro dado importante para respaldar esses conselhos é que, nos meses de inverno, os casos da doença são mais frequentes. Expor-se a mudanças bruscas de temperatura pode ter alguma relação com a doença.

 

7-Como se dá a transmissão da pneumonia ?

A transmissão da pneumonia é disseminada através de gotículas de saliva ou muco, como por exemplo, quando as pessoas infectadas tossem ou espirram. Estas pessoas podem ser portadoras do pneumococo sem apresentar sinais ou sintomas da doença, mas podem infectar outras pessoas. Os portadores mais frequentes são as crianças pequenas.

8-Que  sintomas a pneumonia pode provocar?
Febre  costuma ser alta, acima de 38º., fraqueza, um pouco de toxemia, dor no peito, tosse com secreção purulenta, esverdeada ou amarelada,dor torácica .
É necessário fazer uma radiografia para confirmar a inflamação nos alvéolos e verificar se há outros fatores de risco associados, tais como o acúmulo de líquido no espaço compreendido entre os pulmões e a caixa torácica resultante da reação inflamatória ou a cavitação, ou seja, a presença de uma cavidade provocada pela reabsorção do parênquima pulmonar. Esses achados radiológicos conferem maior ou menor gravidade à pneumonia e são fundamentais não só para o diagnóstico, mas para determinar o prognóstico.

 

9-Qual a melhor forma de prevenirmos a Pneumonia ?

A prevenção, por meio da vacina contra a doença pneumocócica, é a melhor maneira de se proteger contra o pneumococo e auxilia a diminuir a disseminação da bactéria na comunidade.

 

10-Qual a consequência de uma pneumonia não tratada?

A doença pneumocócica pode levar a infecções graves nos pulmões (pneumonia), no sangue bacteremia – (disseminação da bactéria pelo sangue / sepse – infecção generalizada) e nas meninges, membrana que reveste o cérebro (meningite). Bacteremia e meningite são infecções pneumocócicas invasivas, normalmente muito graves, que levam à hospitalização ou até mesmo a morte.

11-Como evolui a pneumonia se convenientemente tratada?
Desde que o antibiótico esteja correto, o quadro de febre e de toxemia melhora em três ou quatro dias e os sintomas desaparecem entre sete e dez dias a contar do início do tratamento, embora a radiografia possa mostrar o infiltrado até um mês depois de o paciente estar curado. Por isso, é importante dizer que o critério para declarar a cura é primeiro clínico e depois radiológico.

 

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: