Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Pergunte ao Doutor – O que é bursite do ombro?

sex, 9 de fevereiro de 2018 05:06

Abertura-pergunte-ao-doutor

1-O que é bursite do ombro?

Bursite é uma doença ortopédica caracterizada pela inflamação da bursa, uma bolsa cheia de líquido, existente no interior das articulações, cuja finalidade é amortecer o atrito entre ossos, tendões e músculos. A bursite pode acontecer em qualquer articulação, mas é mais comum no ombro, a tal ponto que as pessoas leigas chegam a pensar que ela só existe nesta localização. A bursite do ombro, também chamada de bursite subacromial, bursite subdeltoidea ou simplesmente bursite, é, pois, a inflamação da bolsa do ombro.

2-Quais são as causas da bursite do ombro?

As causas mais comuns das bursites são traumatismos ou infecções articulares, uso excessivo e repetitivo das articulações, lesões por esforços, artrites e gota. Nem sempre as causas da bursite podem ser determinadas e muitas vezes elas surgem aparentemente “do nada”. A bursite no ombro pode ser causada pelo uso excessivo dos braços, mas também pode ocorrer em razão de lesões na articulação do ombro, problemas articulares, como gota ou artrite reumatoide, pancadas diretas no ombro e infecções no ombro, após cirurgia, por exemplo. A bursite no ombro também ocorre em indivíduos que fazem movimentos repetitivos com os braços, como pintar por várias horas, digitar no computador, costurar ou limpar janelas.

3-Quais são as principais características da bursite do ombro?

A bursite do ombro provoca dor na parte externa ou na frente do ombro, que pode irradiar para o braço, e incapacidade de movimentar a articulação do ombro, principalmente elevar os braços além da cabeça ou levá-los às costas. Pode haver ainda um aumento da sensibilidade local à pressão, calor e inchaço. Geralmente a bursite do ombro acomete desportistas que fazem movimentos do braço acima da cabeça, tais como nadadores, tenistas e arremessadores de peso. Também pode ocorrer em atividades como carpintaria, costura e pintura. A bursite do ombro faz parte de um quadro chamado de síndrome do impacto do ombro, que é uma patologia do ombro na qual não apenas a bursa encontra-se inflamada, mas também os músculos que passam pelo espaço subacromial apresentam sinais de tendinite (inflamação dos tendões).

A dor da bursite do ombro localiza-se na parte superior do braço, ao longo do músculo deltoide, podendo irradiar-se até quase o cotovelo. A dor tende a iniciar-se de forma leve e acentuar-se progressivamente durante dias ou semanas, agravando-se com a movimentação do braço, principalmente quando se tenta levantá-lo acima da linha do ombro. Esse movimento pode mesmo se tornar impossível. Essa dor no ombro e dificuldade para mover o braço são os sintomas mais comuns da bursite subacromial e da síndrome do impacto do ombro.

4-Como o médico diagnostica a bursite do ombro?

O diagnóstico da bursite do ombro a partir dos sintomas é relativamente simples, desde que seja colhida uma boa história clínica e feito um correto exame físico. Havendo dúvidas, o médico pode ainda solicitar uma radiografia, uma ultrassonografia ou uma ressonância nuclear magnética do ombro.

5-Como tratar a bursite do ombro?

Quando o indivíduo segue corretamente o tratamento fisioterapêutico e se vale dos tratamentos médicos sintomáticos, esta é uma doença habitualmente curável. O tratamento da bursite aguda do ombro deve obedecer ao repouso absoluto ou relativo daquela articulação, na dependência da gravidade do problema, imobilização temporária da articulação e administração de analgésicos, anti-inflamatórios, corticoides, relaxantes musculares e aplicação de gelo. Os exercícios de fisioterapia ajudam a fortalecer os músculos da articulação e a restaurar a amplitude dos movimentos. Em alguns casos, de bursite crônica, pode ser necessário extrair líquido da articulação e injetar corticoides, para reduzir a inflamação. Se a causa da bursite for uma infecção bacteriana, deverá ser tratada com antibióticos. A drenagem cirúrgica raramente é necessária.

 

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: