Domingo, 08 de Dezembro de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Vereador propõe casa de apoio em Barretos para receber pacientes com câncer

ter, 3 de dezembro de 2019 05:35

por Laura Alvarenga

Há algumas semanas, o vereador Paulo do Vale (PV) durante leitura de requerimentos na Câmara Municipal, apresentou a proposta de uma casa de apoio a pacientes de Araguari, portadores de câncer, que realizam o tratamento em Barretos (SP).

Recentemente, após a votação e aprovação das emendas do orçamento impositivo, o vereador contou ter destinado a parte dele à saúde, no valor aproximado de R$ 131 mil, para que a secretaria de Saúde possa alugar uma casa no município de Barretos destinada a receber os pacientes araguarinos e, possivelmente de distritos vizinhos.

Vereador ainda falou da possibilidade em fazer um convênio para abrigar moradores de cidades vizinhas

Vereador ainda falou da possibilidade em fazer um convênio para abrigar moradores de cidades vizinhas

 

O orçamento impositivo visa que o poder Executivo destine 1,2% do orçamento anual à área da saúde ou para as entidades propostas pelos vereadores na Lei Orgânica do Município (LDO). A lei estabelece que a porcentagem seja usada na sua totalidade para o setor da saúde do município, ou que, 0,6% seja para a saúde e 0,6% para o segmento indicado pelos vereadores. De acordo com a porcentagem estabelecida, cada vereador tem em torno de R$ 212 mil para utilizar através do orçamento impositivo.

Paulo do Vale relatou que este é um pedido feito por ele desde o seu segundo mandato. De acordo com o vereador, atualmente existem em torno de 30 pessoas no município, que fazem tratamento de câncer na cidade de Barretos. “Há muitas pessoas que fazem tratamento na cidade de Barretos e tem essa dificuldade para se hospedar. A diária que eles ganham do município é irrisória, então sempre tem essa dificuldade”.

Nestes casos, é comum o paciente ir com um acompanhante e, dependendo do estágio da doença e tratamento necessário, ele pode precisar permanecer na cidade desde poucos dias até alguns meses. Segundo Paulo do Vale, outras cidades como Goiânia, Santa Helena de Goiás e Patrocínio proporcionam essas casas de apoio a seus referidos munícipes. Na oportunidade, ele ainda afirmou que, nem todos os dias haverá pacientes na casa, mas o fluxo de pessoas pode surgir repentinamente.

“Como é algo novo acontecendo, creio que a permanência seja pelo período de tratamento. Nessa casa terá internet, uma pessoa para atender e a manutenção geral do local”, relatou.

Paulo do Vale ainda deu o exemplo de São Gotardo, uma cidade vizinha de Araguari, que tem uma casa de apoio em Barretos. Hoje eles atendem cerca de 600 famílias, além de ampliarem o atendimento das cidades no entorno.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: