Segunda-feira, 27 de Maio de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Tradicional no calendário religioso, Semana Santa tem diferentes celebrações em igrejas católicas e evangélicas

qui, 18 de abril de 2019 05:07

Laura Alvarenga

A Semana Santa é uma tradicional data religiosa celebrada principalmente pelos católicos, quando relembram a paixão, morte e ressurreição de Cristo. Na igreja católica as comemorações alusivas à Semana Santa se iniciam com o Domingo de Ramos, anterior ao domingo de Páscoa que marca a entrada triunfal de Jesus Cristo em Jerusalém, terminando com a ressurreição.

Após o Domingo de Ramos, a igreja católica inicia uma intensa semana de celebrações, a Semana Santa. Cada dia é celebrado de uma maneira.

Tradicional no calendário religioso, Semana Santa tem diferentes celebrações em igrejas católicas e evangélicas

Tradicional no calendário religioso, Semana Santa tem diferentes celebrações em igrejas católicas e evangélicas

 

Segunda-feira: é o segundo dia da Semana Santa, seguinte ao Domingo de Ramos, no qual se recorda a prisão de Jesus Cristo.

Terça-feira: é o terceiro dia da Semana Santa, onde são celebradas as Sete dores de Nossa Senhora Virgem Maria. Muito comum também por ser o dia de penitência no qual os cristãos cumprem promessas de vários tipos ou o dia da memória do encontro de Jesus e Maria no caminho do Calvário.

Quarta-feira: é o quarto dia da Semana Santa. Em algumas igrejas celebra-se neste dia a piedosa procissão do encontro de Nosso Senhor dos Passos e Nossa Senhora das Dores. Ainda há igrejas que neste dia celebram o Ofício das Trevas, lembrando que o mundo está em trevas devido à proximidade da morte de Jesus.

Quinta-feira: é o quinto dia da Semana Santa e, na manhã deste dia, nas catedrais das dioceses, o bispo se reúne com o seu clero para celebrar a Celebração da Crisma, na qual são abençoados os santos óleos que serão usados na administração dos sacramentos do Batismo, Ordenação de Padres e Bispos, Crisma e Unção dos Enfermos. Com essa celebração se encerra a Quaresma. Nesta mesma data, à noite, são relembrados os três gestos de Jesus durante a Última Ceia: a Instituição da Eucaristia, o exemplo do Lava-pés.

Sexta-feira: é quando a Igreja recorda a morte de Jesus. É celebrada a Solene Ação Litúrgica, Paixão e a Adoração da Cruz. A recordação da morte de Jesus consiste em quatro momentos: A Liturgia da Palavra, Oração Universal, Adoração da Cruz e Rito da Comunhão. Presidida por presbítero ou bispo, os paramentos para a celebração são de cor vermelha.

Sábado: é o dia da espera, quando os cristãos junto ao sepulcro de Jesus aguardam sua ressurreição. No final deste dia é celebrada a Solene Vigília Pascal, considerada a mãe de todas as vigílias, como disse Santo Agostinho, que se inicia com a Bênção do Fogo Novo e também do Círio Pascal. Há também o batismo dos adultos que se prepararam durante toda a Quaresma. A celebração se encerra com a Liturgia Eucarística, o ápice de todas as missas.

Domingo: é o dia mais importante para a fé cristã, marcado pelo dia em que Jesus vence a morte, ressuscita e mostra o valor da vida. Esse dia é estendido por mais cinquenta dias até o Domingo de Pentecostes.

Para a igreja evangélica, segundo a Bíblia Sagrada, a Páscoa é uma festa judaica. No livro de Êxodo contém a história da aliança dos Hebreus, quando deveriam sacrificar um cordeiro e usar o sangue nas portas de suas residências, marcando a aliança do povo com Deus e garantindo o livramento da visita do Anjo da Morte, assim, protegendo o primogênito da família.

A Páscoa que era celebrada há anos pelos judeus, é uma das sete festas instituídas por Deus, para que tivesse a celebração perpétua pelo povo. Após a ida de Jesus para Jerusalém, na época de comemoração da Páscoa, ele foi preso, crucificado e morto. A partir daí, a Bíblia torna Cristo em Páscoa para os cristãos, sendo o sacrifício de Cristo o momento celebrado na Páscoa para os evangélicos. A passagem da morte para a vida e a passagem do pecado para a santidade.

Segundo o Pastor Braulino Borges Vieira, da ADCA – Assembleia de Deus Central em Araguari, a igreja celebra a Páscoa através da escola dominical onde haverá uma representação feita pela liderança da Escola Bíblica Dominical. Durante a noite, o Pastor Jonas, também da ADCA, realizará um culto abordando a mensagem primordial da Páscoa, expondo de maneira clara o significado da Páscoa para os cristãos.

O Pastor Braulino ainda comentou sobre a importância em entender a essência da Páscoa. “Nós visamos também, combater a comercialização da Páscoa, porque acaba entrando na questão do ovo de chocolate, que é a indústria tentando ganhar dinheiro em cima de uma data cristão. Claro que não proibimos ninguém de comer chocolate, isso seria uma ignorância, mas entender que a Páscoa não é isso, que é uma troca de ovos, que não é o coelhinho que é da Páscoa, e sim Cristo”, enfatizou o pastor.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: