Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Sobrevivente de ataque criminoso continua sob cuidados médicos na UFU

sáb, 11 de maio de 2019 05:12

Da Redação

Polícia Civil abriu inquérito para apurar homicídios, um consumado e dois tentados

Vítima de homicídio tentado no começo dessa semana, uma jovem de 19 anos, moradora de Araguari, permanece sob cuidados médicos no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia.

Mãe e filha foram baleadas em um comércio, na última terça-feira, além de uma criança de sete anos ** Divulgação

Mãe e filha foram baleadas em um comércio, na última terça-feira, além de uma criança de sete anos
** Divulgação

 

A unidade não informou o estado de saúde da paciente, mas a reportagem apurou que ela passaria por novo procedimento cirúrgico nesta quinta-feira à noite, em razão de uma veia entupida. Outras cirurgias não estavam descartadas para os próximos dias.

A jovem foi alvejada por disparos de arma de fogo, atingindo pernas e braços. Ela estava na companhia de sua mãe, Raquel Araújo Tavares, 36 anos, que também foi alvejada, mas não resistiu aos ferimentos.

O ataque criminoso ocorreu na manhã da última terça-feira, 7, por volta de 8h. As duas foram até a vizinha cidade para visitar um parente de 14 anos, apreendido no Centro Socioeducativo de Uberlândia (Ceseu) sob a suspeita de participação na morte de um jovem de 19 anos, no mês passado, em Araguari.

Quando passaram em uma padaria no cruzamento das ruas Paraíso e Desafio, Jardim Sucupira, região do bairro Dom Almir, a poucos metros do Ceseu, foram surpreendidas por um homem, que chegou a pé e efetuou vários disparos de arma de fogo, sem qualquer chance de reação para as vítimas. Além disso, uma garota de 7 anos, que estava no estabelecimento, também acabou atingida. Ela teria ido ao local para comprar pães. No mesmo dia, a menina recebeu alta médica.

A Delegacia de Homicídios da vizinha cidade instaurou inquérito para investigar o caso e trabalha com um suspeito, conforme diligências iniciais. A motivação, a princípio, seria vingança por conta do assassinato do dia 7 de abril, na avenida Coronel Theodolino Pereira de Araújo, Centro, vitimando André Lucas Bezerra Machado.

O rapaz, que não possuía passagens policiais, tinha chegado na data anterior de Goiás e saiu para se divertir com amigos. Na madrugada, após um suposto desentendimento, foi morto a tiros. Ela ainda quis correr, mas não houve tempo. Um menor de 14 anos assumiu a autoria do ato infracional análogo ao crime de homicídio.

Até ontem, ninguém tinha sido preso.

 

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: