Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Simulação de rompimento de barragem é executada no município

ter, 22 de outubro de 2019 05:34

por Laura Alvarenga

Neste sábado, 19, foi realizada uma simulação de rompimento de barragem no Consórcio Capim Branco de Energia (CCBE). Em parceria com a prefeitura através da Defesa Civil, o exercício foi executado como parte do Plano Nacional de Segurança de Barragens.

Equipe definiu planejamento da simulação durante um ano e meio

Equipe definiu planejamento da simulação durante um ano e meio

 

A simulação foi dividida em duas etapas, sendo a segunda às 15h do dia 26 de outubro [próximo sábado], na UHE Amador Aguiar II – Fazenda Cunhas na zona rural de Araguari. Executada de acordo com o previsto no Plano de Ações de Emergência (PAE) das usinas hidrelétricas Amador Aguiar I e II, as simulações envolvem representantes da Defesa Civil dos municípios de Araguari e Uberlândia, 53º Batalhão de Polícia Militar, 2ª Companhia do Corpo de Bombeiros Militar de Araguari e pessoas da comunidade.

De acordo com o sargento do Corpo de Bombeiros de Araguari, Júlio César, em decorrência da tragédia em Brumadinho, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANAEEL) baixou a resolução 696/2015 que estipula o treinamento em caráter preventivo, atendendo à legislação vigente – Política de Proteção e Defesa Civil (Lei 12.608/2012), Política Nacional de Segurança de Barragens (Lei 12.334/2010).

O sargento disse que o trabalho da companhia girou em torno da assessoria ao consórcio e à Defesa Civil de Araguari. Ficou a cargo do Corpo de Bombeiros a confecção do plano de ação, o qual possibilitou um grupo de trabalho que, durante um ano e meio, planejou o simulado em questão. “Fizemos várias ações durante o planejamento como o cadastramento de toda a população, no entorno da ZAS (Zona de Alto Salvamento) que é uma zona planejada de acordo com o tipo de rompimento”.

Júlio César explicou, ainda, que em caso de rompimento da barragem, a água desce na calha do rio, enche, alaga algumas áreas e depois retorna ao leito normal. “Então, quando essa água sai do seu leito, ela atinge uma determinada altura e, até onde essa água sobe é zona de alto salvamento, ou seja, todas aquelas pessoas no entorno dessa área tem que ser retiradas em caso de rompimento”.

Os treinamentos fazem parte da Política Nacional de Segurança de Barragens. Durante a primeira etapa foram determinadas rotas de fuga, pontos de encontro e cadastramento de toda essa população das redondezas. “Tocamos a sirena e havia algumas pessoas no ponto de encontro, aguardando as demais.” O sargento informou que foram três pontos de encontro, sendo três do lado de Araguari e três de Uberlândia. Ao todo, 174 pessoas deveriam ter sido retiradas.

Segunda a ANEEL as barragens das Usinas Hidrelétricas de Capim Branco estão classificadas na categoria de risco B, indicando que possuem todas as condições de segurança necessárias para um funcionamento adequado. Na oportunidade, também foi testado o sistema de alerta instalado pelo consórcio na Zona de Auto Salvamento para capacitar as defesas civis e equipes de socorro, além de fornecer outras orientações à população rural envolvida.

O gerente geral do Consórcio, Mário Lúcio Ribeiro Mendes, ressaltou que o simulado é a principal forma de capacitação da defesa civil municipal na prevenção, atendimento e resposta à emergência, além de cumprir as exigências legais. A ocasião serve para testar o sistema de alerta (sirene), a sinalização das rotas de fuga e pontos de encontro das Zonas de Auto Salvamento e também para que todos saibam como agir no caso de alguma situação adversa.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: