Domingo, 21 de Julho de 2019
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Reunião efetiva implantação de Centro de Prevenção à Criminalidade

qua, 5 de fevereiro de 2014 00:39
Secretário de Trânsito e Transporte e organizador do projeto no município, Wanderley Barroso. Foto: Gazeta do Triângulo

Secretário de Trânsito e Transporte e organizador do projeto no município, Wanderley Barroso. Foto: Gazeta do Triângulo

MEL SOARES – O diretor do Núcleo de Penas e Medidas Alternativas da coordenadoria especial de prevenção à criminalidade da secretaria de Estado e Defesa Social, Lucas Pereira de Miranda esteve no município há 15 dias e visitou o Centro de Prevenção à Criminalidade, na rua Coronel Lindolfo França, 110.

Segundo disse, o imóvel atende as exigências, como instalação segura e adequada e, por isso, será inaugurado na primeira quinzena do mês de março, com o início das visitas às instituições mapeadas além de diagnósticos e parcerias. No mesmo mês acontece o fechamento do fluxo de encaminhamento de casos para o Núcleo de Alternativas Penais e o início do atendimento gradual dos casos.
De acordo com o secretário de Trânsito e Transporte e organizador do projeto, Wanderley Barroso de Faria, a próxima visita do diretor do Núcleo ao município será na segunda-feira, 10, quando haverá a participação de representantes do Executivo, do Ministério Público e do Poder Judiciário, o que fortalecerá ainda mais as ações em Araguari.

Conforme ditado pelo Termo de Cooperação Técnica, será executado por meio do Centro, o programa Central de Acompanhamento de Penas e Medidas Alternativas (CEAPA), que busca a efetividade no monitoramento das penas e medidas alternativas aplicadas pelo Poder Judiciário; e o programa de Inclusão Social de Egressos do Sistema Prisional (PRESP), que executa projetos e ações necessárias ao acompanhamento de egressos definitivos, livramento condicional e ao público do regime aberto em cumprimento de prisão domiciliar ou em decorrência de condicionalidade pelo Poder Judiciário.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: