Segunda-feira, 30 de Março de 2020
онлайн займ взять займ онлайн онлайн займы на карту микрозаймы на карту займ на карту срочно микрокредиты онлайн

Relatos de acidentes na avenida Brasil são constantes

sex, 28 de fevereiro de 2020 05:47

Da Redação

Há tempos os munícipes clamam por melhorias no trânsito da avenida Brasil. A via é uma importante ligação entre os bairros Goiás, Fátima, Residenciais Bella Suíça, Portal de Fátima, Monte Moriá e Maria Eugênia/Brasília. O local também é palco de vários acidentes, sendo que, em um deles, levou a vítima a óbito.

Em decorrência das reclamações e solicitações frequentes feitas pelos vereadores e demais membros da comunidade araguarina, a reportagem da Gazeta do Triângulo entrou em contato com a secretaria de Trânsito, Transportes e Mobilidade Urbana (Settrans). O contato teve por objetivo se inteirar sobre quais medidas podem ser tomadas para resolver a situação na referida área.

Equipe especializada faz o levantamento de dados para o projeto da avenida Brasil

Equipe especializada faz o levantamento de dados para o projeto da avenida Brasil

 

Em entrevista, o secretário da pasta, Wanderley Barroso, contou que a equipe responsável está em fase de elaboração de algumas ações como a instalação de radares e rotatórias nos cruzamentos. Contudo, as atividades dependem do projeto e da disponibilidade da secretaria de Obras em executar o serviço. Sobre o andamento do projeto, o secretário disse que ainda é o momento de levantamento de dados e estatísticas.

“Nós temos 11 inquéritos civis que estamos respondendo para o Ministério Público [MP]. Respondemos cinco. São diversas intervenções no município e a demanda do MP é toda agendada e com prazos. Tão logo a secretaria consiga resolver esses inquéritos, vamos fazer esses projetos e executá-los na medida do possível.”

A Assessora Especial de Mobilidade Urbana da Settrans, Nádia Sudário, afirmou que, ao contrário das reclamações que circulam pelas mídias sociais a respeito da falta de placas, é possível perceber a presença de sinalização de velocidade máxima (60 km/h) por toda a avenida Brasil. Ela ainda ressaltou que, de acordo com o Código de Trânsito, na ausência de sinalização em vias urbanas, a velocidade máxima permanece a de 60 km/h.

Sendo assim, independente da questão de haver ou não a sinalização, a Settrans iniciou alguns estudos de riscos em potencial em várias localidades. Contudo, Nádia Sudário ressalta que, partindo do princípio que “em função do fator humano e no excesso de velocidade, toda via terá que receber um redutor, em função dessa imprudência, daqui uns dias, não teremos mobilidade urbana”, explicou.

A assessora também apontou a questão do transporte coletivo, uma vez que, em rotas que o ônibus transita, não se recomenda a instalação de redutores, principalmente do tipo 1 que é mais estreito, além da questão do impacto no veículo.

A secretaria está empenhada no momento, em elaborar termo de referência para um processo licitatório para a instalação de radares, “porque, uma vez integrado ao sistema de trânsito, o município tem autonomia para fazer a instalação desses equipamentos”.

Atualmente a avenida conta com dois redutores de velocidade antes do cruzamento com a rua Amazonas, via de importante acesso à região central e demais residenciais próximos. O redutor tem questões técnicas para a sua instalação, as quais, nem todas são favoráveis como: drenagem, altura, largura, fluxo de veículos, entre outros parâmetros.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário: